Repositório Digital

A- A A+

O setor hospitalar e o sistema de saúde : os hospitais gaúchos e a ambulancioterapia no início do século XXI

.

O setor hospitalar e o sistema de saúde : os hospitais gaúchos e a ambulancioterapia no início do século XXI

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O setor hospitalar e o sistema de saúde : os hospitais gaúchos e a ambulancioterapia no início do século XXI
Autor Gabrielli, Francisco Eduardo
Orientador Zimmermann, Ario
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Hospitais
Rio Grande do Sul
Serviços de saúde
Sistema de saúde
Transporte
[en] Ambulance therapy
[en] Distribution
[en] Efficiency
[en] Health
[en] Operative scale
Resumo Este trabalho analisa o sistema de saúde com enfoque especial para o setor hospitalar, com a pretensão de contribuir para o debate em torno do fenômeno popularmente conhecido como ambulancioterapia no Rio Grande do Sul. Pretende verificar a validade da seguinte hipótese: a maioria dos hospitais, como muitas indústrias, precisam de uma escala mínima para sua viabilidade econômica e eficiência técnica, o que torna a concentração dos serviços de referência em pólos regionais inevitável, bem como boa parte do fluxo da população (ambulancioterapia) entre os municípios do Estado. Para tanto, são expostas características do segmento relacionadas à gestão, à distribuição, às fontes de financiamento, complexidade e, principalmente, à escala (tamanho das unidades), que permitem inferir quanto ao peso do setor, especialmente para o Sistema Único de Saúde. Estas particularidades, quando combinadas a indicadores de desempenho, possibilitam a distinção de níveis diferentes de eficiência entre os serviços, o que permite relacionar diretamente os resultados com o tipo de instituição procurado pelas pessoas. A análise dos dados apresentados permite concluir que a hipótese apresentada é válida, bem como para apontar algumas deficiências e fundamentar proposições para o sistema.
Abstract The present research analyses the healthcare system with special focus on the hospital sector. It intends to give a contribution for the debate about the phenomenon known as ambulance therapy in Rio Grande do Sul State, starting on the validity of the hypothesis as follows: hospitals, like any industry, need a minimum scale of operation to get economic sustainability and technical efficiency. That tends to lead to the concentration of reference services in regional units, as well as of a relevant part of population flows among the municipalities of the State (ambulance therapy). Therefore, themes related to the hospital sector regarding management, distribution, financing, complexity and, specially, scale of operation (units’ size) are presented, allowing inferences about its share, especially concerning Brazilian Healthcare System. Those themes, when associated to performance indicators, make possible a distinction of different levels of efficiency among services, what allows a direct relation among the results and the types of institutions the people search. The data analysis leads to the conclusion of the validity of the hypothesis tested, as well as point out some weaknesses and support suggestions to improve the System.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27447
Arquivos Descrição Formato
000765609.pdf (411.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.