Repositório Digital

A- A A+

Estudo da corrosão naftênica em planta de destilação atmosférica de petróleo

.

Estudo da corrosão naftênica em planta de destilação atmosférica de petróleo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da corrosão naftênica em planta de destilação atmosférica de petróleo
Autor Lucchese, Anderson Leonardo
Orientador Ferreira, Jane Zoppas
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia de Materiais.
Assunto Engenharia de materiais
Resumo A corrosão naftênica é um tipo peculiar de corrosão que ocorre em refinarias de petróleo, devido à presença de ácidos naftênicos. Uma maneira de mensurar a acidez de um petróleo é pelo índice de acidez total (IAT). A corrosão naftênica depende não só da acidez do petróleo, mas também da temperatura, velocidade de fluxo, presença de fluxo bifásico, tipo de ácidos presentes e composição do material exposto. Para se evitar ou diminuir a corrosão naftênica são utilizados métodos de mistura de petróleos, adição de inibidores de corrosão e adaptações metalúrgicas, entre outros. A fim de estudar a influência do IAT nas taxas de corrosão, o presente trabalho avaliou as variações de acidez das misturas de petróleo processados na refinaria Alberto Pasqualini - REFAP S.A. no período de agosto de 2009 a julho de 2010, comparando estes índices com as taxas de corrosão de pontos específicos das duas plantas de destilação desta refinaria. Além disto, o estudo avaliou a influência do tipo de petróleo processado na distribuição de acidez nos subprodutos da destilação atmosférica. Ao fim, o método de amostragem de acidez e comparação com taxas de corrosão, utilizado neste trabalho, não se mostrou completamente eficaz, pois a utilização de médias mensais pode mascarar picos de acidez que levariam a aumento significativo na corrosão. Foram verificadas baixas taxas de corrosão para IAT’s abaixo de 1,0 mg KOH g-1, com pouca influência das variações da acidez na corrosão. Petróleos importados de alta acidez foram processados e mostraram que após destilação têm maior parte da acidez concentrada em subprodutos leves, como Diesel Leve. Já petróleos nacionais concentrem sua acidez em subprodutos pesados, como Diesel Pesado e Resíduo Atmosférico, mostrando que estes petróleos tem uma concentração maior de ácidos naftênicos pesados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27532
Arquivos Descrição Formato
000765459.pdf (1.679Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.