Repositório Digital

A- A A+

Comparação do sinal eletromiográfico e da produção de força durante e contração isométrica voluntária máxima nas meios aquáticos e terrestre

.

Comparação do sinal eletromiográfico e da produção de força durante e contração isométrica voluntária máxima nas meios aquáticos e terrestre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação do sinal eletromiográfico e da produção de força durante e contração isométrica voluntária máxima nas meios aquáticos e terrestre
Outro título Electromyographic signal and force comparisons during maximal voluntary isometric contraction in water and on dry land
Autor Liedtke, Giane Veiga
Orientador Kruel, Luiz Fernando Martins
Co-orientador Pinto, Stephanie Santana
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Eletromiografia
Membros superiores
Membros superiores
[en] Electromyography
[en] Immersion
[en] Lower limbs
[en] Neuromuscular activity
[en] Upper limbs
Resumo O objetivo do presente estudo foi comparar a amplitude do sinal eletromiográfico (EMG) e a produção de força durante a Contração Isométrica Voluntária Máxima (CVM) realizada nos meios aquático e terrestre. Além disso, foi avaliada a reprodutibilidade das medidas de sinal EMG e de força isométrica entre os meios. Nove mulheres (22,89 ± 1,76 anos) realizaram CVM dos flexores do cotovelo (FLC), extensores do cotovelo (EXC), flexores do quadril (FLQ) e extensores do quadril (EXQ) contra uma resistência fixa idêntica em ambos os meios. O registro do sinal EMG dos músculos Bíceps Braquial (BB), Tríceps Braquial (TB), Reto Femoral (RF) e Bíceps Femoral (BF) foi realizado através de um eletromiógrafo (Miotool 400, MIOTEC) e a força dos FLC, EXC, FLQ e EXQ foi mensurada através de uma célula de carga (ZX250, ALFA). Foi utilizado isolamento sobre os eletrodos de superfície em ambos os protocolos. Para a análise estatística utilizou-se estatística descritiva, Teste de Shapiro-Wilk, Teste T-Pareado e Teste de Coeficiente de Correlação Intraclasse (ICC), com a=0,05 (SPSS versão 15.0). Os resultados do presente estudo demonstraram que o sinal EMG e a força não apresentaram diferenças significativas entre os meios, exceto para EXQ (p=0,035). Além disso, foram observados valores de ICC de moderados a fortes (0,66 – 0,96) e significativos, tanto para o sinal EMG como para a força. Dessa forma, pode-se concluir que o meio não influenciou o sinal EMG e a produção de força durante a CVM.
Abstract The aim of this study was to compare the amplitude of the electromyographic signal (EMG) and force production during maximal voluntary isometric contraction (MVC) in water and on dry land. Furthermore, the reproducibility of EMG signal and isometric force measurements between water and dry land environments was also assessed. Nine women (22.89 ± 1.76 years) performed MVC for elbow flexion (EFL), elbow extension (EEX), hip flexion (HFL) and hip extension (HEX) against identical fixed resistance in both environments. The record of the EMG signal from Biceps Brachii (BB), Triceps Brachii (TB), Rectus Femoris (RF) and Biceps Femoris (BF) was recorded with a four-channel system (MIOTOOL 400, MIOTEC) and strength of EFL, EEX, HFL and HEX was measured by a load cell (ZX250, ALFA). Insulation was used on the surface electrodes in both protocols. For statistical analysis was used descriptive statistic, the Shapiro-Wilk’s Test, Paired T-Test and Intraclass Correlation Coefficient (ICC), with a = 0.05 (SPSS version 15.0). The results of this study demonstrated that the EMG signal and force showed no significant differences between environments, except for HEX (p = 0.035). Moreover, ICC values were significant and ranged from moderate to high (0.66 - 0.96) for EMG signal and force production between environments. Thus, can conclude that the environment did not influence the EMG signal and force production during MVC.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27707
Arquivos Descrição Formato
000766464.pdf (727.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.