Repositório Digital

A- A A+

Estudo comparativo do nível de desempenho motor entre crianças pré-escolares praticantes e não praticantes de atividade física sistemática

.

Estudo comparativo do nível de desempenho motor entre crianças pré-escolares praticantes e não praticantes de atividade física sistemática

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo comparativo do nível de desempenho motor entre crianças pré-escolares praticantes e não praticantes de atividade física sistemática
Autor Camargo, Vinícius Arnaboldi de
Orientador Palma, Miriam Stock
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Crianças
Desempenho motor
Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar o nível de desempenho motor entre crianças pré-escolares praticantes e não praticantes de atividade física sistemática. A amostra foi composta por sessenta e quatro crianças matriculadas em cinco escolas de Porto Alegre, com idades entre cinco e seis anos (M=5,81; DP=0,45). O instrumento utilizado para a análise do desempenho motor das crianças foi o Test of Gross Motor Development–2 (TGMD-2), de Ulrich (2000). Os resultados indicam desempenho motor abaixo da média para o grupo de crianças praticantes de atividade física sistemática e pobre para o grupo de crianças não praticantes, com base nas categorias descritivas propostas por Ulrich (2000). Para a comparação entre os dois grupos, recorreu-se ao Teste t para amostras independentes. Foi constatado que: a) no subteste locomotor, o grupo de crianças praticantes de atividade física sistemática apresentou M=7,56 e DP=1,65, enquanto que o grupo de crianças não praticantes apresentou M=5,61 e DP=1,89, sendo a diferença entre as médias estatisticamente significativa; b) no subteste de controle de objetos, o grupo de crianças praticantes de atividade física sistemática apresentou M=7,83 e DP=2,35, enquanto que o grupo de crianças não praticantes a apresentou M=6,46 e DP=1,77, sendo a diferença entre as médias estatisticamente significativa; c) no Coeficiente Motor Amplo, o grupo de crianças praticantes de atividade física sistemática apresentou M=86,25 e DP=9,76, enquanto que o grupo de crianças não praticantes apresentou M=76,04 e DP=9,02, sendo a diferença entre as médias estatisticamente significativa. Conclui-se que, embora os níveis de desempenho motor apresentados pelas crianças de ambos os grupos sejam considerados aquém do esperado para a sua idade, a participação em programas de movimento/educação física tem influenciado positivamente o desempenho das crianças, quando comparadas às que não se engajam nesses tipos de programas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27732
Arquivos Descrição Formato
000766288.pdf (327.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.