Repositório Digital

A- A A+

Pressão inspiratória e expiratória de crianças praticantes e não praticantes de natação : resultados preliminares

.

Pressão inspiratória e expiratória de crianças praticantes e não praticantes de natação : resultados preliminares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pressão inspiratória e expiratória de crianças praticantes e não praticantes de natação : resultados preliminares
Autor Kühn, Ana claudia Battisti Reinke
Orientador Castro, Flavio Antonio de Souza
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Crianças
Natação
Resumo A natação infantil envolve desde a ativação das células cerebrais da criança, até um melhor e mais precoce desenvolvimento de sua motricidade, sociabilidade e reforço na morfologia e sistema cardiovascular. Acredita-se que há uma melhora na função pulmonar das crianças praticantes de natação. Devido às características do meio líquido, ao alterar seus padrões respiratórios, haveria uma sobrecarga nos músculos responsáveis pela respiração, melhorando a função pulmonar. O objetivo deste estudo foi comparar a pressão inspiratória e expiratória de crianças praticantes e não praticantes de natação utilizando a manovacuometria. Em uma amostra de 124 crianças saudáveis de 5 a 8 anos, foram obtidos dados de massa e estatura e das pressões expiratórias e inspiratórias por meio de manovacuometria. Do total de crianças avaliadas, 58 (46,8%) atendiam os critérios de inclusão e 66 (53,2%) não atendiam os critérios de inclusão na amostra. Os resultados preliminares encontrados nesse estudo sugerem que não há diferença significativa nas pressões pulmonares de crianças praticantes e não praticantes de natação, entre os sexos, em relação à prática de natação ou em relação a faixas etárias. Os resultados encontrados em na literatura são contraditórios. Esses estudos também têm demonstrado diferenças sobre os principais determinantes da PImáx (pressão inspiratória máxima) e PEmáx (pressão expiratória máxima), ou seja, idade, características antropométricas e a função pulmonar. Pretende-se continuar as avaliações até atingir o tamanho amostral de 120 crianças.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27770
Arquivos Descrição Formato
000766312.pdf (141.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.