Repositório Digital

A- A A+

Usuários freqüentes dos serviços de urgência e emergência : uma revisão integrativa

.

Usuários freqüentes dos serviços de urgência e emergência : uma revisão integrativa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Usuários freqüentes dos serviços de urgência e emergência : uma revisão integrativa
Autor Acosta, Aline Marques
Orientador Lima, Maria Alice Dias da Silva
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Enfermagem em emergência
Serviço hospitalar de emergência
Serviços médicos de emergência
Resumo Usuários frequentes dos serviços de urgência são aqueles indivíduos que fazem muitas visitas nos serviços de emergência por um determinado período. A partir do aumento da procura de pacientes nesses serviços nos últimos anos, estudiosos têm focalizado o interesse nesse grupo de indivíduos que contribui bastante para a demanda dos serviços. Este estudo objetiva identificar e analisar a produção de conhecimento sobre usuários frequentes dos serviços de urgência e emergência. Trata-se de uma revisão integrativa de pesquisa, que permite reunir e sintetizar estudos publicados, possibilitando conclusões sobre o tema investigado. Realizou-se busca da literatura nas bases de dados Science Direct, CINAHL, MEDLINE, LILACS e Scielo, abrangendo diversos tipos de estudos, nos idiomas inglês, espanhol e português, publicados no período de 2000 a 2010. Foram selecionados 30 artigos que atenderam aos critérios de inclusão. Identificou-se que entre os anos 2008 e 2010 houve um aumento de publicações sobre o tema. A maioria dos trabalhos se originou dos EUA, sendo que não foi encontrada nenhuma produção brasileira. Ainda, constatou-se que poucos trabalhos foram publicados em periódicos da Enfermagem. Evidenciou-se que utilizadores frequentes são um pequeno grupo de usuários que correspondem a uma elevada porcentagem da demanda dos serviços de urgência. De modo geral, eles têm mais chances de ser do sexo feminino, ter idade entre 30 e 65 anos, ser desempregado e ter plano de saúde financiado pelo governo. Esses indivíduos são social e economicamente mais vulneráveis e apresentam problemas de saúde mais precários que necessitam de acompanhamento nos diversos níveis de atenção à saúde. Desta forma, usuários frequentes dos serviços de urgência utilizam também muitas vezes outros serviços de saúde. Os profissionais dos serviços de urgência sentem-se frustrados e incapacitados para a assistência a esses indivíduos. Identificou-se que existem diversas intervenções eficazes para diminuir a utilização frequente dos serviços de urgência e melhorar as condições de vida dos usuários. Constatou-se que ainda há lacunas do conhecimento. Assim, sugere-se que sejam realizadas futuras pesquisas no Brasil sobre a temática da utilização frequente nas diversas modalidades da área da saúde, principalmente para a Enfermagem, a fim de se qualificar práticas assistenciais para esses usuários.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28054
Arquivos Descrição Formato
000768620.pdf (339.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.