Repositório Digital

A- A A+

Olfactory function and Parkinson’s disease in Southern Brazil

.

Olfactory function and Parkinson’s disease in Southern Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Olfactory function and Parkinson’s disease in Southern Brazil
Outro título Função olfatória e doença de Parkinson no sul do Brasil
Autor Santin, Ricardo
Fonseca, Vicente Faraon
Bleil, Cristina Birlen
Rieder, Carlos Roberto de Mello
Hilbig, Arlete
Resumo A doença de Parkinson idiopática (DPI) tradicionalmente é diagnosticada pelos sinais motores, porém os sinais e sintomas não-motores são freqüentes. Objetivo: Avaliar a função olfatória em sujeitos brasileiros saudáveis e em pacientes com doença de Parkinson precoce (DPP) e doença de Parkinson tardia (DPT) utilizando o teste Sniffin’ Sticks (TSS) de identificação de odores. Método: Setenta pacientes com DPI (19 DPP e 51 DPT) e 70 controles pareados para as variáveis gênero, idade e anos de escolaridade foram estudados. Foram excluídos sujeitos com demência e/ou perda de olfato por outros motivos. Resultados: O TSS mostrou uma diferença significativa (p<0,001) entre os grupos controle (12,0±0,3), DPP (8,3±0,7) e DPT (6,7±0,4) quando os grupos foram ajustados para sexo, idade, duração da doença e anos de escolaridade. Conclusão: Pacientes com DPI apresentam redução do olfato, sendo mais importante entre aqueles com DPT. A disfunção olfatória pode ser uma ferramenta muito útil no diagnóstico de DPI.
Abstract The idiopathic Parkinson disease (IPD) is traditionally diagnosed by motor signs, but non-motor symptoms and signs are frequent and may help in the clinical diagnosis. Purpose: To evaluate the olfactory function in Brazilian healthy subjects, patients with early-onset PD (EOPD) and late-onset PD (LOPD) using the Sniffin’ Sticks odor-identification test (SST). Method: We studied 70 patients with IPD (19 EOPD and 51 LOPD) and 70 controls matched for gender, age and years of schooling. Subjects with dementia and loss of smell for other reasons were excluded. Results: The SST showed a significant difference (p<0.001) between groups: control groups (12.0±0.3), EOPD (8.3±0.7), and LOPD (6.7±0.4) when the groups were adjusted for gender, age, disease duration, and years of schooling. Conclusion: Both groups of IPD patients presented olfactory impairments, but those whose symptoms started before 45 years-old (EOPD) had better sense of smell than the LOPD patients.
Contido em Arquivos de neuro-psiquiatria. São Paulo. Vol. 68, n. 2 (abr. 2010), p. 252-257
Assunto Doença de Parkinson
Olfato
[en] OIlfactory
[en] Parkinson disease
[en] Sniffin’ sticks
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/28248
Arquivos Descrição Formato
000761227.pdf (170.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.