Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da contaminação por Salmonella spp. em gaiolas de transporte de frango vivo após a etapa de higienização

.

Avaliação da contaminação por Salmonella spp. em gaiolas de transporte de frango vivo após a etapa de higienização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da contaminação por Salmonella spp. em gaiolas de transporte de frango vivo após a etapa de higienização
Autor Rosa, Maria Clara Olivo da
Orientador Jong, Erna Vogt de
Co-orientador Cittolin, Ana Carolina Scapin
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências e Tecnologia de Alimentos. Curso de Engenharia de Alimentos.
Assunto Abate
Carne de frango
Salmonella
Resumo A contaminação inicial da carcaça de frango desempenha um papel importante na microbiologia do produto final. Quanto mais microrganismos patógenos são levados ao abatedouro, maior a chance destes microrganismos contaminarem o produto final. A higienização de gaiolas de transporte de frango vivo, portanto, tem papel importante no processamento de frangos, pois diminui a contaminação cruzada entre os aviários e, conseqüentemente, contribui para diminuir a contaminação que chega ao abatedouro. O presente estudo teve como finalidade avaliar a presença do microrganismo patógeno Salmonella spp. após a higienização das gaiolas. Os testes foram realizados em um abatedouro de aves localizado no Rio Grande do Sul. Foram avaliados três diferentes métodos de higienização, sendo um deles o método já utilizado pela empresa. O método variou primeiro pela substituição de um tanque de imersão em água a temperatura ambiente por um jato de água limpa, e depois pela troca da aspersão de quaternário de amônio a 1500ppm por imersão em um tanque contendo o sanitizante com a mesma diluição. Observou-se que o tanque de imersão em água foi fonte de contaminação cruzada em 5% das amostras. A substituição do tanque por jato de água foi eficiente, pois foi possível eliminar Salmonella spp, de todas as amostras que chegaram ao abatedouro contaminadas. O método utilizado pela empresa se mostrou pouco eficaz, pois conseguiu eliminar a contaminação de apenas 50% das amostras que haviam apresentado o microrganismo. A máquina de higienização utilizada nos sistemas testados foi um ponto de contaminação cruzada em dois dos três testes realizados, devido a utilização de água de lavagem parcialmente recirculada na mesma. O teste com imersão em sanitizante não apresentou contaminação cruzada, porém o mesmo não pode ser conclusivo, já que nenhuma das amostras analisadas apresentou Salmonella spp. antes do sistema de higienização.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28417
Arquivos Descrição Formato
000770109.pdf (2.101Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.