Repositório Digital

A- A A+

Efetividade de dispersão por antas (Tapirus terrestris) : aspectos comportamentais de deposição de fezes e germinação de sementes

.

Efetividade de dispersão por antas (Tapirus terrestris) : aspectos comportamentais de deposição de fezes e germinação de sementes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efetividade de dispersão por antas (Tapirus terrestris) : aspectos comportamentais de deposição de fezes e germinação de sementes
Autor Brusius, Luisa
Orientador Hartz, Sandra Maria
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Dispersão de sementes
Tapirus terrestris
[en] Defecation rate
[en] Dispersal effectiveness
[en] Latrine
Resumo Maior mamífero terrestre neotropical, a anta (Tapirus terrestris) possui hábitos solitários. É classificada como herbívora-frugívora, ingerindo grande quantidade de frutos com sementes de diversas espécies. Potencialmente, a anta é considerada um dispersor de sementes. Nesse trabalho, estudamos aspectos comportamentais da formação de latrinas por antas e sua efetividade na dispersão de sementes. No primeiro capítulo, abordamos aspectos comportamentais da formação de latrinas, que foi realizado através de marcadores plásticos adicionados no alimento. No segundo capítulo avaliamos a efetividade de dispersão de sementes, através dos locais de deposição de fezes e o potencial germinativo de duas espécies que compõe a sua dieta: Psidium guajava e Syagrus romanzoffiana. O estudo foi realizado no Centro de Visitantes do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, em Santa Catarina, que compreende uma área de 160 ha. Lá seis indivíduos de T. terrestris vivem em regime de cativeiro extensivo com alimentação suplementar, o que permite a realização de estudos com disponibilidade de habitat e densidade controladas. Observamos que 78% das fezes estavam agrupadas em latrinas e 22% isoladas. Oito unidades fecais (10%) continham marcadores, desde o primeiro até 18 dias após a ingestão. Em uma latrina evidenciamos o uso repetido pelo mesmo indivíduo. Não é possível afirmar se as latrinas são de uso individual ou coletivo, porém a taxa de defecação que encontramos em latrinas é superior a de um único indivíduo. Os locais de defecação estão associados à altura do dossel, refletindo a seleção de T. terrestris pela vegetação arbórea. As taxas médias de germinação de sementes de P. guajava que passaram pelo trato digestivo das antas não foram diferentes (p>0,41) das sementes despolpadas. Já a taxa de germinação das sementes de Syagrus romanzoffiana, fruto importante na dieta de antas, foi maior (p=0,05) quando ingeridas pelos animais, pois esses selecionam frutos sadios. Os resultados demonstram que T. terrestris é eficiente na dispersão de sementes, tanto por depositar suas fezes em locais seguros para a germinação, como por apresentar efeito neutro ou positivo na germinação de espécies após a passagem pelo trato digestivo.
Abstract Largest neotropical terrestrial mammal, the tapir (Tapirus terrestris) is a solitary animal. Regarding its food-habit type is classified as frugivore-herbivore, thus ingesting great amount of seedy fruits of diverse species. The tapir is considered to be a seed dispersor. In the present work, aspects related to tapir’s latrine behavior and its effectiveness on seed dispersal were studied. In the first chapter, tapir’s latrine behavior was studied through plastic markers added in the food. In the second chapter the aim was to evaluate the effectiveness of seed dispersal by tapirs, through the places of feces’ deposition and the germination potential of two species composing its diet: Psidium guajava and Syagrus romanzoffiana. The study was carried out in the Visitors Center of Serra do Tabuleiro State Park, in Santa Catarina state, a 160 ha area. There, six T. terrestris individuals live in extensive captivity regime with supplemental feeding, allowing the development of studies with controlled habitat availability and density. We observed that 78% of excrements were grouped in latrines and 22% were isolated. Eight fecal units (10%) were found with markers one to 18 days after marker’s ingestion. In a latrine we found evidence of repeated use by the same individual. Although it is not possible to state whether latrines are of individual or collective use, the defecation rate found is bigger of that of a single individual. The defecation places are associates with higher canopy, reflecting the T. terrestris election for forest vegetation. The germination rate of P. guajava seeds passing through the digestive tract of tapirs weren’t different (p>0,41) from those with pulp manually extracted. On the other hand, germination rate of Syagrus romanzoffiana, an important fruit on tapirs’ diet, was greater (p=0,05) when ingested by the animals, because they select healthy fruits. The results demonstrate tapir to be efficient in seed dispersal, not only for deposing their excrements in safe places for seed germination, as for presenting neutral or positive effect in the germination of seeds after passing their digestive tract.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/28440
Arquivos Descrição Formato
000767681.pdf (1.314Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.