Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da aplicação do Índice de Boas Práticas de Canteiros de Obras em empresas de construção civil

.

Avaliação da aplicação do Índice de Boas Práticas de Canteiros de Obras em empresas de construção civil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da aplicação do Índice de Boas Práticas de Canteiros de Obras em empresas de construção civil
Autor Souza, Joana Siqueira de
Orientador Formoso, Carlos Torres
Co-orientador Costa, Dayana Bastos
Data 2005
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O planejamento do layout e da logística do canteiro pode ser definido sob quatro aspectos complementares: instalações provisórias, segurança da obra, sistema de movimentação e armazenamento de materiais e gestão de resíduos sólidos de construção. Através da aplicação de um indicador, que abrange estes quatro tópicos, é possível determinar quais são os pontos fracos e fortes do canteiro de obras e, a partir daí, desenvolver planos de ação para a correção de não-conformidades. Sabendo disto, o objetivo deste trabalho é avaliar a eficácia da implementação deste indicador, chamado Índice de Boas Práticas de Canteiros de Obras, em empresas de construção civil, que participam de um projeto do Núcleo Orientado para Inovação de Edificação (NORIE/UFRGS) chamado Sistemas de Indicadores de Desempenho para Benchmarking para Construção Civil. Aliado a isto, o estudo pretende avaliar como este indicador está sendo utilizado pelas empresas, quais os potenciais benefícios trazidos por ele para dentro do canteiro e quais são as suas limitações. Foram analisados os resultados da aplicação deste indicador em 41 obras de diferentes nichos de mercado. Comparando estes resultados com os obtidos por Saurin e Formoso (2000), podese observar que houve um aumento significativo no desempenho das empresas. Este aumento pode ser conseqüência da maior fiscalização dos órgãos responsáveis e, também, da maior conscientização dos gerentes de obras. Além disto, foram feitas análises em relação aos diferentes nichos de mercado e fases de obra. A constatação que pôde ser feita é o fato de que empresas especializadas em construção de edifícios residenciais ainda mantêm seu desempenho, em relação à organização do canteiro de obra, superior às empresas que constroem habitações de interesse social. De modo geral, os resultados apontam algumas dificuldades ainda enfrentadas pelas empresas de construção, que muitas vezes possuem desempenho inferior ao esperado. A aplicação do check list mostrou-se uma boa ferramenta para diagnosticar os problemas que influenciam em tais resultados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28534
Arquivos Descrição Formato
000769453.pdf (594.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.