Repositório Digital

A- A A+

Gestão de resíduos da construção civil : análise da cidade de Porto Alegre

.

Gestão de resíduos da construção civil : análise da cidade de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão de resíduos da construção civil : análise da cidade de Porto Alegre
Autor Holderbaum, Maurício
Orientador Dal Molin, Denise Carpena Coitinho
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho versa sobre a gestão de resíduos da construção civil em Porto Alegre, procurando entender a ineficácia da gestão atual e buscando definir as responsabilidades dos envolvidos, e os processos que podem ser melhorados. No Brasil, a utilização de resíduos da construção é muito pequena, sendo na sua maioria utilizados apenas em sub-bases de vias e rodovias, e para levantamento de cotas em terrenos. As soluções atualmente adotadas na imensa maioria dos municípios são sempre emergenciais, pois, por não contarem com uma política de gestão de resíduos adequada, recorrem ao sistema de gestão apenas corretivo. A gestão corretiva caracteriza-se por englobar atividades não preventivas, repetitivas e custosas, das quais não surtem resultados adequados e, por isso, profundamente ineficientes. Porém, a situação precisa ser alarmada devido à enorme quantidade de resíduos que são gerados diariamente no País. Este grande volume de resíduos deve-se a diversos fatores, desde projetos não otimizados, até a falta de qualificação da mão de obra do setor. O objetivo deste trabalho é propor medidas profiláticas para melhoria da gestão de resíduos de construção civil em Porto Alegre. Para isso, buscou-se caracterizar os resíduos quantitativa e qualitativamente, e fazer uma estimativa de volume gerado na cidade. Baseado na viabilidade técnica, econômica e sócio-ambiental da reciclagem de RCD, já notoriamente comprovada, levantou-se custos de implementação de uma usina recicladora em Porto Alegre, fazendo uma perspectiva do volume de resíduos passíveis de reciclagem, para produção de agregados (miúdo e graúdo). Neste trabalho, apontaram-se algumas das possíveis reutilizações dos resíduos classe A, como a produção do agregado reciclado para concretos Entretanto, deve-se pensar na destinação de todos os resíduos da construção. Além da necessidade de instalação de uma usina de reciclagem de RCD, poderiam ser desenvolvidos trabalhos junto a cooperativas de materiais recicláveis como madeiras, papel, plástico e papelão. A gestão de resíduos da construção civil em Porto Alegre precisa, o quanto antes, ser remodelada. As mudanças devem iniciar pelos órgãos públicos, com governos municipais, estaduais e federais, criando políticas que desenvolvam estruturas adequadas às empresas construtoras e coletoras de resíduos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28552
Arquivos Descrição Formato
000769486.pdf (797.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.