Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de desempenho de revestimento externo de argamassa quanto à permeabilidade e resistência à aderência - Estudo de caso

.

Avaliação de desempenho de revestimento externo de argamassa quanto à permeabilidade e resistência à aderência - Estudo de caso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de desempenho de revestimento externo de argamassa quanto à permeabilidade e resistência à aderência - Estudo de caso
Autor Tusset, Cyane
Orientador Masuero, Angela Borges
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O presente trabalho refere-se a avaliações de revestimentos externos argamassados na cidade de Caxias do Sul, específicos de uma construtora, em função de suas características referentes à permeabilidade e resistência à aderência. A partir da revisão da literatura evidenciaram-se os pontos críticos das edificações e as características que implicam na redução do desempenho dos revestimentos quanto à aderência e à permeabilidade, que são: os materiais, o tipo de substrato em que está aplicado, a forma de aplicação, a incidência de chuva, o meio em que a edificação está inserida. Foram realizados ensaios de resistência à aderência e permeabilidade de revestimentos de fachada, ensaios sugeridos pelas Normas NBR 13528/2010 e NBR 15575-4/2008, respectivamente. Estes ensaios avaliaram a qualidade dos revestimentos estudados, em relação às exigências das normas, comparando diferentes argamassas, industrializada e misturada in loco, e também pela riqueza dos traços. Realizaram-se sete ensaios de resistência à aderência e quatro ensaios de permeabilidade. No decorrer dos ensaios se constatou que o ensaio de permeabilidade não era aplicável a revestimentos argamassados, devido à grande porosidade do material. Foram feitos, então, 2 ensaios com caráter de avaliação da viabilidade do ensaio de permeabilidade em revestimentos argamassados com pintura acrílica. Concluiu-se que os revestimentos estudados se comportaram de maneira usual quando avaliados em função de sua resistência à aderência, sendo os revestimentos executados com argamassa industrializada menos aderentes mas com maior homogeneidade nas tensões de ruptura e, os revestimentos feitos com argamassa misturada in loco, mais aderentes, mas com variações grandes nas tensões de um mesmo ensaio. Conclui-se também que o teste de permeabilidade proposto pela Norma 13528/2010 não é aplicável sobre revestimento argamassado sem outra camada de acabamento impermeabilizante.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28557
Arquivos Descrição Formato
000769504.pdf (2.540Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.