Repositório Digital

A- A A+

Enriquecimento verbal em crianças marginalizadas

.

Enriquecimento verbal em crianças marginalizadas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Enriquecimento verbal em crianças marginalizadas
Autor Bonamigo, Euza Maria de Rezende
Bristoti, Nilva Carmen Postal
Chesterfield, Ray Arthur
Resumo O presente trabalho teve por objetivo analisar os efeitos da estimulação verbal soore o vocabul8rio e sobre o aproveitamento escolar de crianças marginalizadas. Serviram como sujeitos do experimento 18 crianças de Ir série de um Grupo Escolar de bairro pobre de Porto Alegre, com idades entre 6 a 9 anos, de ambos os sexos. Foram formados dois grupos, ao acaso, sendo um GE e um GC. Os sujeitos foram submetidos a pré e pós-teste que constava da emissão livre de palavras durante 5 minutos e da descrição de uma gravura. O programa de treinamento foi aplicado coletivamente e incluía exercícios de discriminacão, conversação livre, estórias apresentadas através de discos e slides, descrição de gravuras e estórias contadas pelas crianças. Havia liberação de reforço verbal positivo contingente às respostas adequadas. Foram realizadas 20 sessões de treinamento, num total de 10 horas de trabalho. Para comparar o número de palavras emitidas no pré e pós-testes usou-se o teste dos Sinais, tendo-se verificado que, enquanto no GE não se encontraram diferenças significativas entre pré e pós-teste, no GC estas diferenças ocorreram, mas no sentido de piora. Em outras ~alavras, se o GE não evidenciou melhora, o GC, sem treinamento, regrediu. A comparação do pós-teste do GE versus GC foi feita através do teste U de Mann- -Mrhiteney, tendo-se encontrado diferenças significativas entre os grupos, favorecendo o GE. Os dados relativos a aproveitamento escolar, repetência e evas8o não foram suficientes para se estabelecerem conclusões quanto ao exito do programa.
Abstract The objectives of this study were to analyse the effects of verbal stimulation on vocabulary and on the academic achievement of disadvantaged children. The subjects were 18 first grade children of both sexes, between 6 and 9 years of age from a low income neighborhood of Porto Alegre. The subjects were divided into Control and Experimental Group by random selection. The subjects were given pre and post-test that consisted of free speech during 5 minutes and a picture description. The training program was given collectively and consisted of descrimination exercises, free speech, recorded and vizualized stories, pictures description and stories told by children. Positive reinforcement was given when the response was adequate. 20 training session were administred totalling 10 hours of work. The Sign Test was used to compare the number of words said in the pre and post-test. The findings did not show significant differences in the pre and post-test of the GE. In the GC, however, there were differences, but in the opposite direction. In the other words, if the GE did not improve, the GC, without training, regressed. The Mann Whitney U Test was used to compare the post-test scores of the GE with the GC. Significant differences were found in favor of GE. The data regarding scholastic achievement, retention and drop-ant problems were not sufficiente to make conclusions about the program's success.
Contido em Cadernos de pesquisa. São Paulo. N. 24 (mar. 1978), p. 25-39
Assunto Criança marginalizada
Ensino público municipal
Porto Alegre (RS)
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/28662
Arquivos Descrição Formato
000418767.pdf (1.141Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.