Repositório Digital

A- A A+

Frequência de onicomicoses em pacientes com insuficiência renal crônica em diálise em hospital de referência de Porto Alegre

.

Frequência de onicomicoses em pacientes com insuficiência renal crônica em diálise em hospital de referência de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Frequência de onicomicoses em pacientes com insuficiência renal crônica em diálise em hospital de referência de Porto Alegre
Autor Lamb, Flávia Maria
Orientador Scroferneker, Maria Lucia
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Diálise
Fungos
Insuficiência renal
Onicomicose
[en] Chronic renal failure
[en] Dermatophytes
[en] Diabetes
[en] Hemodialysis
[en] Onychomycosis
Resumo Objetivo: avaliar a prevalência de onicomicoses em pacientes com insuficiência renal crônica (IRC) em hemodiálise com ou sem diabete melito e relacionar tempo de duração da diálise, gênero, idade e causas da IRC em pacientes provenientes do ambulatório de hemodiálise do Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre. Método: estudo transversal realizado com pacientes em hemodiálise no período de setembro de 2009 a agosto de 2010. Foram excluídos pacientes com diagnóstico de diabete melito gestacional e de onicomicose que estejam recebendo tratamento tópico ou sistêmico de antifúngico; pacientes em uso de citostáticos e imunossupressores que podem alterar o sistema imune; pacientes com diagnóstico de neoplasia e infecção pelo vírus da imunodeficiência humana. Pacientes incluídos foram submetidos à curetagem subungueal após consentimento informado. O material coletado foi colocado entre lâmina e lamínula de vidro com hidróxido de potássio a 20%. Estas foram aquecidas ligeiramente para clarificação e análise microscópica e semeadas em dois tubos de ensaio, um deles contendo ágar-sabouraud-dextrose e o outro enriquecido com ciclo-heximida e cloranfenicol. Os meios de cultura foram incubados a uma temperatura de 25º e avaliadas semanalmente para crescimento fúngico por até 5 semanas. Os fatores em estudo foram onicomicoses, sexo, gênero, causas de IRC e tempo de hemodiálise. Para a análise estatística, foi utilizado o programa SPSS windows, versão 17. Para as variáveis quantitativas, foi utilizado o teste qui-quadrado; para as variáveis idade e tempo de hemodiálise, foram utilizados o teste T e o teste de Mann-Whitney. A análise de regressão múltipla de Poisson foi utilizada para o cálculo das razões de prevalência dos fatores estudados em relação à onicomicose. O p-valor <0,05 foi considerado estatisticamente significante e, para a regressão múltipla de Poisson, foram consideradas as variáveis que tiveram p<0,10 nas análises bivariadas. Resultados: dos 100 pacientes analisados, 59% eram do sexo masculino, 21% tinham o diagnóstico de diabete melito, 56% de hipertensão arterial sistêmica (HAS) e 37% apresentavam outras causas de IRC. A idade média dos pacientes era de 52,98 anos (desvio padrão de 17 anos), e o tempo médio de hemodiálise foi de 4,29 anos. A análise de regressão múltipla revelou que as variáveis idade e diabete são preditores significativos independentes associados ao desenvolvimento da onicomicose. Além disso, a chance de um paciente desenvolver onicomicose aumenta 1,9% a cada ano de vida, e o diabético tem 88% mais risco de desenvolvê-la do que o não diabético. Nos pacientes em hemodiálise, tal prevalência é maior naqueles com idade avançada e diabete.
Abstract Objectives To assess the prevalence of onychomycoses in patients with chronic renal failure (CRF) undergoing hemodialysis, either with or without diabetes mellitus and to relate this prevalence to the duration of hemodialysis treatment, sex, age, and causes of CRF in patients from the Hemodialysis Outpatient Clinic of Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre, Brazil. Methods Cross-sectional study with hemodialysis patients followed up between September 2009 and August 2010. Patients diagnosed with gestational diabetes mellitus, with onychomycosis, and those receiving topical or systemic antifungals were excluded, and so were those patients treated with cytostatic agents and immunosuppressants, which can impair the immune system. Patients with cancer and human immunodeficiency virus infection were also excluded. The participants were submitted to subungual curettage after an informed consent was obtained. The collected material was placed between the slide and the coverslip with 20% potassium hydroxide. The slides were slightly heated for bleaching and microscopic analysis and seeded into two test tubes, one with Sabouraud dextrose agar, and one with cycloheximide and chloramphenicol. The culture media were incubated at 25◦ C and fungal growth was assessed on a weekly basis for up to five weeks. The following factors were investigated: onychomycoses, sex, causes of CRF and duration of hemodialysis treatment. The statistical analysis was made using the SPSS for Windows, version 17. The quantitative variables were assessed by the chi-square test whereas the age and duration of hemodialysis treatment variables were assessed by Student’s t test and Mann-Whitney test. Multiple Poisson regression was used to calculate the prevalence ratios of the investigated factors for onychomycosis. A p value < 0.05 was considered to be statistically significant. Variables with p< 0.10 in the bivariate analyses were considered for multiple Poisson regression. Results Of 100 patients, 59% were male, 21% were diagnosed with diabetes mellitus, 56% had hypertension and 37% had other causes of CRF. Mean patient age was 52.98 years (standard deviation of 17 years) and mean duration of hemodialysis treatment was 4.29 years. The multiple regression analysis revealed that the age and diabetes variables are significant independent predictors associated with the development of onychomycosis. The probability of having onychomycosis increases by 1.9% for each additional year in age, and diabetic patients are 88% more likely to develop onychomycosis than nondiabetic ones Conclusions In hemodialysis patients, the prevalence of onychomycosis is higher among those with advanced age and with diabetes.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/28706
Arquivos Descrição Formato
000772111.pdf (153.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.