Repositório Digital

A- A A+

Ordem como tarefa : a construção dos diagnósticos de enfermagem

.

Ordem como tarefa : a construção dos diagnósticos de enfermagem

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ordem como tarefa : a construção dos diagnósticos de enfermagem
Outro título Order as a task : the construction of nursing diagnoses
Outro título Orden como tarea : la construcción de los diagnósticos de enfermería
Autor Kruse, Maria Henriqueta Luce
Silva, Karen Schein da
Ribeiro, Rubia Guimarães
Fortes, Caroline Vieira
Resumo Classificar tem o sentido de segregar. Significa ver o mundo como algo que pode ser formado por entidades distintas que poderiam ser ordenadas e tornar real aquilo que se organizou. Assim, o Diagnóstico de Enfermagem (DE) pretende ser um arquivo, que permite a montagem de um quadro de saberes sobre os indivíduos. Neste trabalho pretendemos conhecer o modo pelo qual as enfermeiras construíram esse aparelho documental. Assim, analisamos as publicações da Revista Brasileira de Enfermagem e constatamos que alguns sentidos foram atribuídos aos DE o que nos permitiu agrupá-los em cinco classes. Observamos, também, que os discursos da revista atribuem poderes a essa classificação, pois ao difundir esse saber o fortalecem.
Abstract Classifying means segregating. It means seeing the world as something that can be made up of different entities that could be sorted and make what has been organized into something real. Thus, the Nursing Diagnoses (ND) aims at being an archive that allows a knowledge framework to be drawn about the individuals. In this paper we intend to learn how nurses have built this documental device. So, we analysed articles published on the Revista Brasileira de Enfermagem and found out that some meanings have been attributed to ND, which allowed us to group them into five classes. We also observed that the journal’s discourses assign powers to such classification, because they make this knowledge stronger by publicising it.
Resumen Clasificar tiene el sentido de segregar. Significa ver el mundo como algo que puede ser formado por entidades distintas que podrían ser ordenadas y volver real aquello que se organizó. Así, el Diagnóstico de Enfermería (DE) pretende ser un archivo, que permite el montaje de un cuadro de saberes sobre los individuos. En este trabajo pretendemos conocer el modo por el cual las enfermeras construyeron ese aparato documental. Así, hicimos un análisis en las publicaciones de la Revista Brasileira de Enfermagem (Revista Brasileña de Enfermería) y constatamos que algunos sentidos se atribuyen a los DE lo que nos permitió agruparlos en cinco clases. Observamos, también, que los discursos de la revista atribuyen poderes a esa clasificación, pues al difundir ese saber lo fortalecen.
Contido em Revista brasileira de enfermagem. Brasília. Vol. 61, n.2 (mar./abr. 2008), p. 262-266
Assunto Diagnóstico de enfermagem
[en] Documentation
[en] Nursing
[en] Nursing diagnosis
[en] Practical
[es] Diagnóstico de Enfermería
[es] Documentación
[es] Enfermería práctica
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/28858
Arquivos Descrição Formato
000764688.pdf (52.80Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.