Repositório Digital

A- A A+

Levantamento do número de pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre que consomem alimentos não fornecidos pelo hospital

.

Levantamento do número de pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre que consomem alimentos não fornecidos pelo hospital

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Levantamento do número de pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre que consomem alimentos não fornecidos pelo hospital
Outro título Survey of Hospital de Clínicas de Porto Alegre inpatients who consume foods not prepared in the hospital
Autor Ribeiro, Anelise Siveiro
Mello, Elza Daniel de
Drehmer, Michele
Simon, Míriam Isabel Souza dos Santos
Resumo Dada a falta de evidência a respeito do consumo pelos pacientes de alimentos trazidos de fora do hospital, este estudo teve como objetivo principal saber qual a prevalência de pacientes internados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) que consomem alimentos não fornecidos pelo hospital. Os objetivos secundários são avaliar quais as principais causas que levam os pacientes a consumir outros alimentos e qual o seu nível de conhecimento a respeito dos riscos a que estão sujeitos ao fazer essa prática. A pesquisa também procurou saber qual a posição dos profissionais de saúde frente à possibilidade do paciente não estar seguindo as recomendações dietéticas. Foi um estudo transversal, com aplicação de questionários aos pacientes e aos profissionais de saúde, realizada por pessoal treinado. As variáveis obtidas e/ou calculadas foram avaliadas através de medidas e de testes estatísticos. Foi usada análise descritiva de freqüências absolutas e relativas, teste qui-quadrado com nível de significância de 5%. Em torno de 70% dos pacientes internados no HCPA consomem alimentos trazidos de fora do hospital e cerca de 25% dos profissionais de saúde aconselham essa prática. Em vista dos resultados, faz-se necessária uma campanha educativa a nível institucional, visando pacientes, familiares e funcionários.
Abstract Due to the lack of evidence about consumption of foods without prescription by inpatients, the main objective of this study was to assess the prevalence of Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) inpatients who consume foods not prepared in the hospital. Secondary objectives were to assess why inpatients consume other foods and their level of knowledge about the risk of such practice. This survey also attempted to know how health professionals respond to the possibility of their patients not being following diet recommendations. This transversal study was conducted with the application of questionnaires to inpatients and health professionals by trained personnel. All variables obtained and/or calculated were assessed using statistical tests and measures. Descriptive analysis of absolute and relative frequencies and chi-square test with significance level of 5% were used. About 70% of HCPA inpatients consume foods not prepared in the hospital and approximately 25% of health professionals allow such practice. Considering these results, it is necessary to develop an educational campaign in this institution, focusing on patients, their relatives and hospital employees.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 27, n. 1 (abr. 2007), p. 15-20
Assunto Nutrição
[en] Dietotherapy
[en] Food contamination
[en] Nutritional education
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/28890
Arquivos Descrição Formato
000621705.pdf (113.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.