Repositório Digital

A- A A+

Perfil dos profissionais de enfermagem do turno noturno do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Perfil dos profissionais de enfermagem do turno noturno do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil dos profissionais de enfermagem do turno noturno do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Outro título Profile of nursing professional working night shifts at Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Brazil
Autor Magalhães, Ana Maria Müller de
Martins, Celia Mariana de Souza
Falk, Maria Lúcia Rodrigues
Fortes, Caroline Vieira
Nunes, Vanisse Borges
Resumo As formas de organização do trabalho vêm se modificando, a fim de satisfazer às necessidades dos grupos que formam a sociedade. A enfermagem, para desenvolver as atividades de cuidado integral em ambiente hospitalar, necessita organizar o seu trabalho em turnos ininterruptos, acompanhando o indivíduo com problemas de saúde durante as 24 horas do dia. Esta pesquisa buscou identificar as características dos profissionais de enfermagem do turno noturno do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e os fatores motivadores e estressores relacionados a essa parcela de trabalhadores. A amostra foi de 415 profissionais que exercem suas atividades no turno da noite nas diferentes unidades da instituição em estudo. Os dados foram coletados através de um questionário semi-estruturado, entregue nas unidades durante o turno de trabalho dos profissionais. Entre os sujeitos do estudo, 335 (83%) são do sexo feminino e 62 (16%) do sexo masculino. O tempo médio de trabalho no turno noturno foi de 11 anos. Responderam estar satisfeitos ou plenamente satisfeitos com a sua jornada de trabalho noturna, 391 (95%) trabalhadores. O grande motivador desse profissional foi poder estar mais tempo com a sua família. Em contrapartida, foram consideradas como fatores estressores as dificuldades relacionadas à qualidade do sono, à comunicação e às relações interpessoais prejudicadas. A partir desses achados, podem ser feitas propostas a fim de viabilizar discussões para a implementação de possíveis melhorias, que tenham impacto no processo de comunicação, relacionamento interpessoal e ambiente de trabalho.
Abstract Forms of labor organization have been changing to respond to the needs of different groups that form society. To provide full health care in hospitals, the nursing department has to organize fulltime labor to follow patients 24 hours a day. This study identified the characteristics of the nursing professionals working night shifts at Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Brazil, and investigated the motivators and stressors associated with their night work. The sample was composed of 415 nursing professionals who work night shifts in different units of the institution under study. Data were collected using a semi-structured questionnaire that was handed out during their work shift. Of the study subjects, 335 (83%) were female and 62 (16%) were male. Mean time working night shifts was 11 years. Satisfaction or full satisfaction with their night shift work was indicated by 391 (95%) of the respondents. The most important motivator was the possibility of spending more time with their families. Conversely, difficulties associated with sleep quality, communication and interpersonal relationship were pointed out as stressors. These findings may be useful to support discussions of possible improvements in communication, interpersonal relationship and work environment.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 27, n.2 (2007), p. 16-20
Assunto Enfermagem : Trabalho noturno
[en] Motivating and stressing factors
[en] Night shift
[en] Nursing
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/28894
Arquivos Descrição Formato
000634358.pdf (109.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.