Repositório Digital

A- A A+

As áreas de preservação permanente / APP e a legislação ambiental brasileira : 1965 a 2010

.

As áreas de preservação permanente / APP e a legislação ambiental brasileira : 1965 a 2010

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As áreas de preservação permanente / APP e a legislação ambiental brasileira : 1965 a 2010
Autor Ribeiro, Glaucus Vinicius Biasetto
Orientador Koch, Adolar
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Bacharelado.
Assunto Áreas de proteção ambiental
Legislação ambiental
Resumo A preocupação com o meio ambiente e com a totalidade do planeta Terra é uma realidade nos dias atuais. Temas como aquecimento global, influência antrópica, degradação de ambientes naturais, processos ecológicos, biodiversidade, sustentabilidade, bem como a cidadania ambiental não são apenas debatidos nos meios acadêmicos como também nas mais diversas esferas de convívio social, incluindo não letrados e mídia diária. No Brasil existem várias regulamentações de caráter ambiental considerando-se como marco a Lei 4.771 de 15 de setembro de 1965, que instituiu o novo Código Florestal Brasileiro. No presente estudo investigamos a origem da conceituação das áreas de preservação permanentes/APP tal qual surgiu e foi inserida na legislação brasileira, e procuramos entender as mudanças que esse conceito sofreu ao longo do período situado entre os anos de 1965 e 2010, conjuntamente com o significativo aumento de regulamentações ambientais promulgadas referentes ao tema, dentro de uma perspectiva histórica. Fizemos a constatação que após a promulgação do novo Código Florestal Brasileiro em 1965 houve dois períodos de retorno ao tema, que originaram sua popularização: na década de 1980 e na décadas de 2000, este muito mais efetivo, cujas causas básicas determinadas foram o processo de internacionalização da temática ambiental e o processo de redemocratização brasileiro. Por fim identificamos que após um período relativamente longo abrangendo a construção do conceito e da legislação associada, está ocorrendo, na atualidade, uma gama de ingerências e tentativas claras e inequívocas de desconstrução deste mesmo conceito, baseado na diminuição das áreas de proteção permanente e na desqualificação técnica das regulamentações que as originaram, numa incursão na história no tempo presente.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28952
Arquivos Descrição Formato
000773048.pdf (7.413Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.