Repositório Digital

A- A A+

Geografia social da morte : uma análise espacial do cemitério da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (1850)

.

Geografia social da morte : uma análise espacial do cemitério da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (1850)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Geografia social da morte : uma análise espacial do cemitério da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (1850)
Autor Meirelles, Pedro von Mengden
Orientador Dias, Adriana Schmidt
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Bacharelado.
Assunto Geografia social da morte
Porto Alegre (RS)
Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.
[en] Funerary revolution
[en] Funerary space
[en] Porto Alegre in the eighteen hundred
[en] Social geography of death
Resumo A chamada “Revolução Cemiterial” atingiu Porto Alegre em 1850, quando a cidade inaugurou o seu primeiro cemitério extramuros. Motivada pelas novas diretrizes burguesas de urbanismo e higiene pública, a dita reforma já havia se espalhado por todo o ocidente católico, gerando revoltas em alguns locais. Os revoltosos atribuíam aos novos cemitérios um caráter profano, pois não eram mais administrados pelo clero, em oposição à tradição. Graças a este fato, as necrópoles extra-urbe seriam profanas, e prejudicariam a ascensão da alma. Em Porto Alegre, diferente do que ocorreu em Salvador, por exemplo, a inauguração do novo espaço se deu em brancas nuvens. Nesta monografia analiso o porque desta paz, atribuindo à geografia social da morte, conceito que relaciona o local da sepultura como um indicativo do estrato social do morto, um papel fundamental no processo.
Abstract The called "Cemeterial Revolution" reached Porto Alegre in 1850, when the city opened its first extramural cemetery. Motivated by the new bourgeois guidelines of urbanism and public health, the said reform had already spread throughout the western catholic world, causing riots in some places. To the new cemetery is given a profane character by the rebels once they were no longer administered by the clergy, in opposition to the tradition. Thanks to this fact, the necropolis outside the city would be profane, and could undermine the ascension of the soul. In Porto Alegre, unlike what occurred in Salvador, for example, the inauguration of the new space occurred without conflict. This monograph analyzes why this peace occurred, giving to the social geography of death, a concept that relates the grave site as an indicator of social status of the deceased, a key role in the process.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29000
Arquivos Descrição Formato
000774641.pdf (1.135Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.