Repositório Digital

A- A A+

Neurotoxicidade comparativa do iobitridol com o iohexol por via intracisternal em ratos wistar

.

Neurotoxicidade comparativa do iobitridol com o iohexol por via intracisternal em ratos wistar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Neurotoxicidade comparativa do iobitridol com o iohexol por via intracisternal em ratos wistar
Autor Mello, Fabíola Peixoto da Silva
Orientador Mello, Joao Roberto Braga de
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Farmacologia veterinaria
Mielografia
Neurotoxicidade
[en] Contrast media
[en] Intracisternal
[en] Iobitridol
[en] Iohexol
[en] Myelography
[en] Neurotoxicity
Resumo Os meios de contraste iodados são substâncias radiopacas utilizadas em mielografias e, muito embora o iohexol e o iopamidol sejam considerados seguros na rotina mielográfica de humanos e animais, eventos adversos são relacionados ao seu uso. O iobitridol foi desenvolvido mais recentemente, sendo seu desenho molecular obtido após pesquisas sobre a conformação, distribuição e natureza permanente da estrutura hidrofílica; no entanto, estudos referentes à neurotoxicidade do iobitridol com administração subaracnóide são escassos e inconclusivos. O objetivo do presente trabalho foi comparar a neurotoxicidade do iobitridol com a do iohexol, por via intracisternal em ratos Wistar, como avaliação pré-clínica da utilização deste como agente mielográfico. Foram utilizados 75 animais divididos em três grupos experimentais de 25 animais: iobitridol, iohexol e NaCl 0,9% (grupo controle), e; estes subdivididos em cinco subgrupos com cinco animais cada, com doses distintas de 200, 400, 600, 800 e 1000 mg I/kg, sendo utilizado no grupo controle o volume equivalente aos meios de contraste testados. Os animais foram avaliados no momento da aplicação do iohexol e iobitridol quanto a alterações do trato respiratório, e posteriormente, aos 5, 15, 30, 60, 120, 180 e 240 minutos após este procedimento, quanto a sinais de depressão e excitação, reflexos tátil de agarramento palmar, flexor, extensor, palpebral, pupilar e da pina, reação de endireitamento e posicionamento e resposta auditiva. Nos sete dias subseqüentes, foram avaliados diariamente quanto a estes parâmetros, e ainda mensurados o peso e a ingestão de ração e de água. Não foram observadas diferenças estatisticamente significativas entre os grupos testados com meios de contraste, em nenhum dos parâmetros avaliados. Nesse modelo animal o iobitridol demonstrou baixa neurotoxicidade, comparável a observada com o iohexol, tornando-o uma possibilidade alternativa para utilização pela via subaracnóidea para realização de mielografias.
Abstract The iodinated contrast agents are radiopaque substances used in myelography, and although the iohexol and iopamidol are considered safe in human and animal myelographic routine, adverse events are related to their use. The iobitridol was recently developed, and its molecular designs obtained after research on the configuration, distribution and permanent nature of hydrophilic structure; however, neurotoxicologic studies of iobitridol in subarachnoid administration are scarce and inconclusive. The purpose of this study was to compare the neurotoxicity of iobitridol with iohexol, by intracisternal administration in Wistar rats, as pre-clinical evaluation of the use of this substance as myelographic agent. Seventy five animals were used, divided into three experimental groups with twenty five animals: iobitridol, iohexol and NaCl 0,9% (control group); and they are divided into five subgroups of five animals each, with different doses of 200, 400, 600, 800 and 1000 mg I/kg, while the control group received the equivalent volume of contrast media tested. The animals were evaluated during injection of iohexol and iobitridol on changes of respiratory tract, and subsequently at 5, 15, 30, 60, 120, 180 and 240 minutes after this procedure, for signs of depression and excitement, tactile palmar grasp, flexor, extensor, palpebral, papillary and pinna reflexes, surface righting and placing reactions, and auditory startle test. The evaluations were assessed daily for seven days these parameters, and the body weight and food and water intake were also measured. There were no statistically significant differences between groups tested with respect to any of the evaluated parameters, in other words, in this animal model, the iobitridol demonstred low neurotoxicologic potential, comparable to the observed with iohexol. In conclusion, iobitridol should be a safe alternative to myelography.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/29045
Arquivos Descrição Formato
000775132.pdf (2.599Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.