Repositório Digital

A- A A+

A palavra contra-ataca : a narrativa cinematográfica em 'O livro das ilusões' de Paul Auster

.

A palavra contra-ataca : a narrativa cinematográfica em 'O livro das ilusões' de Paul Auster

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A palavra contra-ataca : a narrativa cinematográfica em 'O livro das ilusões' de Paul Auster
Autor Cabeda, Eduardo Vega
Orientador Tutikian, Jane Fraga
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Português e Literatura Portuguesa: Licenciatura.
Assunto Auster, Paul
Literatura e cinema
Narrativa
Roteiro cinematográfico
[en] Auster, Paul
[en] Cinema
[en] Hybridism
[en] Literature
[en] Narrative
[en] Screenplay
Resumo Os estudos desse trabalho cabem à esfera das relações entre o cinema, a literatura e a narrativa, tendo por base o apoio da escrita, seus artifícios e soluções naturais, ora ilustrados pela mudança inerente aos dois planos midiáticos, ora pela análise e os exemplos colhidos na obra O Livro das Ilusões do escritor Paul Auster, que revelem o hibridismo ou a comutação de técnicas narrativas distintas. Afastando-se, portanto, do debate sobre o que é narrativo (diegético, sintagmático) ou não-narrativo (não-diegético, paradigmático, formalista) para o cinema. Antes ou acima das distinções narrativas, estarão sempre: 1. os usos e as apropriações ou fusões de certas propriedades escritas, tanto do roteiro cinematográfico quanto do texto literário; 2. o desdobramento das propriedades das estruturas narrativas de ambas as mídias, assim como a sua aplicabilidade e as suas transições de formato, em circunstâncias distintas de inversão, como soluções narratológicas, estilísticas e técnicas; 3. a exposição do debate sobre: o meio que serve para o estabelecimento da forma; a percepção imanente das estruturas que dão cabo da história. Nesse cenário, o trabalho pretende contribuir, ainda que minimamente, para a discussão recente da transgressão da linguagem no enlevo literário e cinematográfico.
Abstract The investigations of this study pertain to the relation between cinema, literature, and narrative, based on the art of writing, its resources and natural solutions, illustrated whether by the inherent changes of two medias or by the analysis and examples found in the work O Livro das Ilusões, by Paul Auster, which reveal the hybridism or commutation of distinct narrative techniques, not touching on the debate on what is narrative (diegetic, syntagmatic) or non-narrative (non-diegetic, paradigmatic, formalist) for the cinema. Above narrative distinctions we will always find: 1. the uses and appropriations or fusions of certain written properties, both of the screenplay and the literary text; 2. the interrelation of properties of narrative structures of both medias, as well as its applicability and format transitions, in distinct circumstances of inversion, such as narratological, stylistic, and technique solutions; 3. the exposition of the debate on the means for establishing the form; the immanent perception of structures that effect the story. In this scenario, the study contributes for the recent discussion of the transgression of language in the literary and cinematographic enjoyment.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29197
Arquivos Descrição Formato
000776244.pdf (333.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.