Repositório Digital

A- A A+

Entendendo o sistema educacional vitoriano : realidade e ficção em Jane Eyre e Oliver Twist

.

Entendendo o sistema educacional vitoriano : realidade e ficção em Jane Eyre e Oliver Twist

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Entendendo o sistema educacional vitoriano : realidade e ficção em Jane Eyre e Oliver Twist
Autor Ribas, Marcos Maciel
Orientador Maggio, Sandra Sirangelo
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Língua Moderna: Inglês: Licenciatura.
Assunto Jane Eyre (Livro)
Literatura inglesa
Oliver Twist (Livro)
[en] Charles Dickens
[en] Charlotte Brontë
[en] Jane Eyre
[en] Oliver Twist
[en] Victorian educational system
[en] Victorian literature
Resumo As obras de arte estão sempre em processo de troca com a sociedade na qual se inserem. No pano de fundo de um mundo ficcional encontramos o reflexo da sociedade a que pertence o seu próprio autor. Num movimento inverso, o efeito provocado pela obra de arte sobre os leitores realimenta e tem o potencial para redirecionar o senso estético e os valores do público que a consome. Assim, nesse processo dialético constante, vão-se delineando os contornos culturais que definem, por exemplo, as literaturas nacionais que tanto nos encantam e instruem sobre os povos que as criaram. Nesse espírito, o objetivo da presente monografia é apresentar considerações sobre como ocorre tal troca de influências, utilizando como corpus de aplicação dois romances clássicos da literatura vitoriana, Oliver Twist (1838), de Charles Dickens, e Jane Eyre (1847), de Charlotte Brontë. A partir da análise de certos elementos que ambas as obras têm em comum, este trabalho apresenta aspectos relevantes sobre a estrutura social e suas relações com o sistema educacional britânico na Londres de Dickens e na Yorkshire de Brontë. Encontramos nestes textos uma série de críticas implícitas aos critérios e parâmetros morais e educacionais adotados naquele tempo. Isso se dá sob o comando das vozes narrativas criadas por autores que são frutos do próprio contexto que condenam e ironizam. Através dessa análise, são investigados aspectos do desenvolvimento dos protagonistas, bem como o modo de abordagem dos temas propostos e o método de escrita utilizado pelos autores. Os medos, os anseios e as intenções presentes nos subtextos, assim como as negociações realizadas pelos autores para evitar a crítica e o confronto direto com os mecanismos de controle e administração da sociedade, revelam muito do modo de ser do autor vitoriano. Ao término do trabalho, espero que esta contribuição sirva como convite a uma reflexão sobre como o sistema social e educacional britânico de então ainda se reflete na sociedade e no ambiente escolar contemporâneo, até mesmo naquele em que nós estamos inseridos, no Brasil do Século XXI.
Abstract Works of art are always in exchanging process with the society in which they are produced. The author’s real world is the source to project and to create a fictional world in literature. Conversely, the effect promoted by literature on readers has potential to change conceptions and moral values. Following this constant dialectical process, cultural traces are defined, forming the national literatures which delight us and tell us about the peoples that created those works of art. The aim of this monograph is to show examples of this exchange of influences between literary production and reality, using two classical novels in Victorian literature, Oliver Twist (1838), by Charles Dickens, and Jane Eyre (1847), by Charlotte Brontë, to illustrate how this occurs. This monograph comments about relevant aspects of the social structure and educational system of the Victorian Age through the analysis of elements that are common to both novels. Emphatic criticism about moral and educational patterns adopted by the Victorian society is found in both texts. These critiques occur through the command of narrative voices, created by the authors, which expose and contest, often with irony, their own context. This work also investigates characteristics of both protagonists’ development, as well the authors’ approaches to develop proposed themes. Fears, wishes and intentions present in the subtext, as well the negotiations promoted by the authors to avoid critics and a direct conflict with devices of social censure, reveal an important aspect of the Victorian world. I hope this monograph can be useful to trigger reflection about the British educational system and its social structure, in order to identify matters that are still pertinent in our current school environment, even in our own Brazilian society, in the 21st Century.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29204
Arquivos Descrição Formato
000775762.pdf (1.655Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.