Repositório Digital

A- A A+

Comportamento e consumo de forragem de bovinos de corte em pastagem natural complexa

.

Comportamento e consumo de forragem de bovinos de corte em pastagem natural complexa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comportamento e consumo de forragem de bovinos de corte em pastagem natural complexa
Outro título Ingestive behaviour and daily forage intake by beef cattle grazing on natural grassland complex
Autor Trindade, Júlio Kuhn da
Orientador Carvalho, Paulo Cesar de Faccio
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Bioma Pampa
Bovino de corte
Nutricao animal
Pastagem natural
[en] Alkanes
[en] Bioacoustics
[en] Intake rate
[en] Pampa biome
[en] Sward structure
Resumo O trabalho foi conduzido na EEA-UFRGS, em Eldorado do Sul/RS, entre jan/2009 e fev/2010 com o objetivo de avaliar as relações entre comportamento ingestivo, consumo de forragem, oferta diária de forragem e as variáveis da estrutura do pasto a fim de definir ambientes adequados ao pastejo em pastagem natural complexa. Para avaliar o tempo diário das atividades de novilhas de corte, verificou-se o potencial de um método acústico, enquanto que para avaliar o consumo de matéria seca utilizou-se a técnica dos alcanos, a partir da teoria do duplo alcano. Foi utilizado um delineamento experimental de blocos completos casualizados com duas repetições. Os tratamentos consistiram dos seguintes níveis de oferta diária de forragem aplicados desde 1986: 4, 8, 12 e 16 kg de MS/100 kg de PV, ou % PV. Foram utilizadas novilhas mestiças com 15 meses de idade e 152±4,0 kg, alocadas na área em Nov/2008. As variáveis utilizadas para descrever a estrutura dos pastos foram: massa de forragem, altura do pasto e frequência de touceiras. As variáveis de comportamento ingestivo consideradas foram: tempo de pastejo, deslocamento e taxa de deslocamento diário em pastejo. Já as variáveis de consumo estudadas foram: consumo e taxa de consumo diário de forragem e de nutrientes. Os resultados apontaram que o manejo da oferta de forragem, mesmo modificando a abundância de forragem e determinando ambientes alimentares contrastantes, não permite controle estrito, tampouco predição, da estrutura do pasto, principalmente nos níveis moderados e altos de oferta de forragem (e.g., 12 e 16% PV). As relações demonstram que elevados níveis de consumo diário estão associados com o aumento na abundância de forragem e com a estrutura do pasto. Ofertas de forragem muito baixas ou altas podem comprometer a taxa de consumo de nutrientes. Elevado tempo de pastejo diário esteve associado com elevados deslocamentos, o que pode gerar maiores gastos energéticos. Os menores valores de tempo de pastejo diário estiveram associados às estruturas de pasto que apresentaram massa de forragem entre 1400-2200 kg de MS/ha e altura do pasto entre 8-13 cm, sendo que a ocorrência de touceiras não ultrapassou 35%. Já as condições de pasto que promoveram maiores consumo diário e elevada taxa de consumo foram observadas quando a oferta de forragem esteve em torno de 11% PV, situação em que a massa de forragem situava-se em 1800 kg de MS/ha, a altura do pasto encontrava-se em 11,9 cm e a presença de touceiras era de 30%. Dentro dessas amplitudes também se configurou elevado consumo de nutrientes, indicando que tais parâmetros caracterizam um ambiente pastoril desejável tanto do ponto de vista de bem-estar quanto em nível de produção animal.
Abstract The experiment was carried out at the Research Station of the Federal University of Rio Grande do Sul, Brazil, from Jan/2009 to Feb/2010, in order to assess the relationship of ingestive behaviour and forage intake with the daily herbage allowance and variables of sward structure aiming to define suitable environments to grazing on complex natural grassland. The usefulness for an acoustic method to assess the time of daily activities was studied, while for assessing dry matter intake the technique of alkanes from the theory of the double alkane was performed. A completely randomized block design with two replicates (paddocks) was used. The treatments were levels of daily herbage allowance applied since 1986: 4, 8, 12 and 16 kg DM/100 kg BW, or BW %. The experimental animals were crossbred heifers with 15 months of age and 152±4.0 kg that entered in the experimental area in Nov/2008. The variables used to describe the sward structure were: herbage mass, sward height and the frequency of tussocks. The variables of ingestive behaviour measured and used were: grazing time, displacement and daily displacement rate at grazing. The variables of daily intake studied were: the amount and rate of daily forage intake and nutrients. The results showed that the management of herbage allowance, even changing the abundance of forage and determining contrasting environments, does not allow for a strict control and prediction of sward structure, mainly for levels moderate to high of allowance. The relationships presented demonstrate that high levels of daily intake are associated with an increase in the abundance of forage and sward structure. Herbage allowance excessively low or high may provide lower intake rates of nutrients. High daily grazing time was associated with higher displacements, which can generate higher energy costs. The lowest values of daily grazing time was associated with structures that contained herbage mass between 1400-2200 kg DM/ha and sward height between 8-13 cm, whereas tussocks levels did not exceed 35%. The sward conditions that promoted high daily intake and high intake rate was observed when herbage allowance was around 11% BW, herbage mass was 1800 kg DM/ha, the sward height was 11,9 cm and the occurrence of tussocks of 30%. Within these ranges it has also become a high intake of nutrients indicating those parameters can characterize a suitable grazing environment both for animal welfare as well as for animal production aspects.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/29241
Arquivos Descrição Formato
000776455.pdf (3.355Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.