Repositório Digital

A- A A+

O nome próprio : um universo construído pela criança

.

O nome próprio : um universo construído pela criança

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O nome próprio : um universo construído pela criança
Autor Oliveira, Gisele Alt de
Orientador Collares, Darli
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Alfabetização
Construção do conhecimento
Epistemologia genética
Infância
Nome próprio
[es] Alfabetización
[es] Epistemología genética
[es] Método clínico piagetiano
[es] Nombre propio
Resumo Esta dissertação de mestrado, desenvolvida na linha de pesquisa “O Sujeito da educação: conhecimento, linguagem, contextos”, está vinculada ao projeto de pesquisa que investiga as representações que os sujeitos constroem sobre a realidade. Esta pesquisa é resultado de investigação com crianças, em turmas de alfabetização, sobre o nome próprio e a investigação está contextualizada no cotidiano de alfabetizadora-pesquisadora. Com fundamentação teórica na Epistemologia Genética, esta pesquisa teve a metodologia inspirada no método clínico piagetiano, tanto em sua dimensão individual quanto em sua adaptação à coletividade da sala de aula. A coleta de dados foi composta de várias formas de evidência: observação e entrevistas. O problema de pesquisa procurou indagar como as crianças representam seus nomes e que relações estabelecem entre as unidades que o compõem com sua totalidade. A análise de dados aponta para existência de níveis um, dois e três que evidenciam o desenvolvimento em relação à construção do nome próprio como uma totalidade compostas por partes dispostas de forma ordenada e estável.
Resumen Esta disertación de máster desarrollada en la línea de investigación “El Sujeto de la educación: conocimiento, lenguaje, contextos”, está vinculada al proyecto de pesquisa que investiga las representaciones que los sujetos construyen sobre la realidad. Esta pesquisa es resultado de investigación en grupos de alfabetización, con niños, sobre el nombre propio. La investigación está contextualizada en el cotidiano de la alfabetizadora-pesquisadora. Con fundamentación teórica en Epistemología Genética, esta investigación tuvo la metodología inspirada en el método clínico piagetiano, tanto en su dimensión individual cuanto en su adaptación a la colectividad del aula. La colecta de datos ha sido compuesta de varias formas de evidencia. El problema de pesquisa ha buscado indagar como los niños representan sus nombres y que relaciones establecen entre las unidades que lo componen con su totalidad. El análisis de datos apunta para la existencia de niveles que evidencian el desarrollo en relación a la construcción del nombre propio como una totalidad compuestas por partes dispuestas de forma ordenada y estable.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/29316
Arquivos Descrição Formato
000776134.pdf (15.73Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.