Repositório Digital

A- A A+

Padrões espaciais na criminalidade do Rio Grande do Sul

.

Padrões espaciais na criminalidade do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Padrões espaciais na criminalidade do Rio Grande do Sul
Autor Mariani, Chantós Guilherme Antunes
Orientador Pôrto Júnior, Sabino da Silva
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Criminalidade
Rio Grande do Sul
Roubo
[en] Criminality in Rio Grande do Sul
[en] Economics of crime
[en] Spatial analysis of crime
Resumo O presente estudo tem por objetivo central a identificação de padrões espaciais na criminalidade dos municípios do Rio Grande do Sul no período 2000-2008, se valendo do instrumental econométrico-espacial para a construção de indicadores de dependência espacial em três diferentes tipos de crimes: homicídios, furtos e roubos, e furtos e roubos de veículos; onde o primeiro representa os crimes contra a pessoa, e os outros dois representam crimes contra o patrimônio. Desta forma, se espera representar o cenário da criminalidade no Estado, assim viabilizando a identificação de clusters de municípios com alta (baixa) criminalidade. Portanto, inicialmente é apresentado o arcabouço da Teoria Econômica do Crime, cujos fundamentos darão as bases para o entendimento do comportamento dos indivíduos frente à decisão racional de cometer um delito. Após, são expostos os aspectos metodológicos que possibilitam o estudo de dependência espacial nas taxas calculadas, sendo esta dependência mensurada através das estatísticas I de Moran tanto no âmbito global quanto local. Na seqüência, utilizando os softwares TerraView e GeoDa, são apresentados os resultados descritivos das taxas analisadas no período, como também os resultados das estatísticas de dependência espacial, levando-nos a constatação da existência de forte dependência espacial para as taxas dos crimes contra a propriedade na região próxima a Porto Alegre e no litoral norte, ao passo que, para a taxa de homicídios, tal dependência se dá em menor nível, e em focos mais dispersos durante o período em questão.
Abstract The present work aims to identify the spatial patterns of the criminality in the cities of the State of Rio Grande do Sul during the period 2000-2008, using spatial-econometric instruments to construct the spatial dependence indicators for three different types of crimes: homicides, theft and robbery, and theft and robbery of vehicles; where the first type represents crimes against the person, and the other two represents crimes against the property. Thus, we hope to represent the crime scenario in the State, making possible the identification of clusters of cities with high (low) crime rates. Therefore, initially is presented the theoretical aspects of Economic Theory of Crime, which elements provide the basis for understanding the individuals behavior in front of the rational decision of commiting a crime. Then, are exposed the methodological aspects that make possible the study of spatial dependence on the calculated crime rates, being this dependence measured by the I’Moran both global and local statistics. After, by using the softwares TerraView and GeoDa, are presented the descritive results of the analysed rates in the period, and the results of the spatial dependence statistics, which lead us to conclude about the existence of strong spatial dependence for crimes against de property whithin the neighborhood of Porto Alegre and in the north coast of the State, while, for the homicide rates, the spatial dependence is present in a much lower level, and in different spots during the years analysed.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29466
Arquivos Descrição Formato
000776966.pdf (1.968Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.