Repositório Digital

A- A A+

Adequação da densidade de plantas de milho à disponibilidade hídrica em semeadura direta

.

Adequação da densidade de plantas de milho à disponibilidade hídrica em semeadura direta

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Adequação da densidade de plantas de milho à disponibilidade hídrica em semeadura direta
Outro título Adequation of density of corn to water availability at sowing in late winter
Autor Serpa, Michael da Silva
Orientador Silva, Paulo Regis Ferreira da
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Cobertura do solo
Milho
Semeadura
Resumo A escolha correta da densidade de plantas é um dos principais fatores determinantes de alta produtividade em milho. Entretanto, a determinação da densidade ótima de plantas para obtenção de altos rendimentos de grãos depende de alguns fatores, como época de semeadura, nível de disponibilidade hídrica e de nutrientes durante a estação de crescimento e híbrido utilizado. O objetivo do presente trabalho foi determinar a densidade de plantas mais adequada para obtenção de máximo rendimento de grãos para diferentes híbridos de milho, em função do nível de disponibilidade hídrica, em semeadura no final de inverno (agosto a primeira quinzena de setembro). Foram conduzidos dois experimentos na estação de crescimento 2008/09 e três na de 2009/10, em Eldorado do Sul, região ecoclimática da Depressão Central do RS. No primeiro ano, com semeadura realizada em 27 de agosto, foi conduzido um experimento com irrigação sempre que necessário durante todo o ciclo e outro com irrigação quando necessário apenas durante o período mais crítico da cultura (estádios V15 a R2). No segundo ano, com semeadura realizada em 16 de setembro, além dos dois níveis de disponibilidade hídrica utilizados na estação anterior, acrescentou-se um sob condições naturais de precipitação pluvial. Em cada experimento os tratamentos constaram de quatro densidades de plantas (5,0; 7,0; 9,0 e 11,0 pl m-2), quatro híbridos em 2008/09 e três híbridos em 2009/10. Ocorreram três períodos de deficiência hídrica no primeiro ano: nos estádios V3, V11 a R2 e R4. Já no segundo ano, ocorreu deficiência hídrica apenas no estádio R5. No primeiro ano, a densidade de plantas ótimas no experimento irrigado durante todo ciclo foi de 11 pl m-2 enquanto no irrigado apenas no período de V15 a R2 foi de 10,4 pl m-2. No segundo ano, a densidade ótima de plantas variou em função de híbrido e nível de disponibilidade hídrica. Nos dois anos, os máximos rendimentos de grãos foram obtidos com densidades superiores a 9,0 pl m-2, independentemente do nível de disponibilidade hídrica e do híbrido utilizado. A utilização de densidades de plantas superiores a 9,0 pl m-2 é uma estratégia eficiente para otimizar o rendimento de grãos em semeaduras de final de inverno, desde que não ocorra deficiência hídrica no período mais crítico da cultura.
Abstract The correct choice of density is one of the major determinants of high productivity in maize. However, determining the optimal density of plants for obtaining high grain yield depends on factors such as sowing time, the level of available water and nutrients during the growing season and used hybrid. The purpose of this study was to determine the most appropriate plant density to obtain maximum grain yield for different hybrids of corn, depending on the level of water availability at sowing in late winter (August to mid-September). Two experiments were conducted in the 2008/09 growing season and three in 2009/10, in Eldorado do Sul, ecoclimatic Central Depression of the RS. In the first year, at sowing on 27 August, was conducted with irrigation when necessary throughout the cycle and another with irrigation when necessary only during the most critical period of culture (stage V15 to R2). In the second year, at sowing on 16 September, in addition to two levels of water availability used in the previous season, was added to an under natural rainfall. In each experiment treatments consisted of four plant densities (5.0, 7.0, 9.0 and 11.0 pl m-2), four hybrids in 2008/09 and three hybrids in 2009/10. There were three periods of water shortage in the first year: at stages V3, V11 to R2 and R4. In the second year, water deficiency only at stage R5. In the first year, the optimum plant density in irrigated during the whole experiment cycle was 11 pl m-2 while in irrigated only during the V15 to R2 was 10.4 pl m-2. In the second year, the optimal density of plants varied with hybrid and level of water availability. In both years, the maximum grain yields were obtained with densities exceeding 9.0 pl m-2, regardless of level of water availability and use of the hybrid. The use of plant densities in excess of 9.0 pl m-2 is an effective strategy to optimize the yield by sowing in late winter, since there is never any stress at cutting edge of culture.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/29528
Arquivos Descrição Formato
000776672.pdf (1.135Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.