Repositório Digital

A- A A+

Organização social e comportamento reprodutivo de uma população de pôneis da raça brasileira

.

Organização social e comportamento reprodutivo de uma população de pôneis da raça brasileira

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Organização social e comportamento reprodutivo de uma população de pôneis da raça brasileira
Outro título Social organization and reproductive behavior of the population from Brazilian pony breed
Autor Tarouco, Adriana Kroef
Orientador Mattos, Rodrigo Costa
Data 2004
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Atividade sexual
Pônei
Reproducao animal : Equinos
Testosterona
[en] Equine
[en] Harem
[en] Sexual activity
[en] Testosterone
Resumo Aspectos relacionados com a organização social e seus reflexos no comportamento reprodutivo de garanhões submetidos a coberturas em sistemas de manadas, não têm sido estudados nas populações domesticadas. Este estudo foi conduzido com os seguintes objetivos: identificar as unidades sociais estabelecidas num grupo de garanhões e de éguas; verificar os fatores envolvidos na estabilidade, na repetibilidade e na composição dos haréns; verificar o efeito do garanhão na atividade de cobertura; estabelecer relações entre os níveis plasmáticos de testosterona e a condição sócio-sexual dos reprodutores; verificar a existência de atividade sexual noturna. Foi realizado em duas estações de monta (Ano I – 2001/02; Ano II – 2002/2003). No primeiro ano, os animais foram acompanhados diariamente durante um período de 12 dias, totalizando 117,02 horas de observação. A duração média dos períodos diários de observação diurna foi de 8,1horas. No segundo ano, os animais foram acompanhados em três períodos de observação (1, 2 e 3) com intervalos de 21 dias entre eles. A duração média dos períodos de observação diários foi de 9,6h e o tempo total foi igual a 203,51h. No Ano I, foram utilizados quatro garanhões com idades iguais a 3, 5 e mais de 12 anos e um grupo de 46 éguas solteiras, com idades entre 3 e 20 anos. No segundo, observaram-se quatro garanhões com 3, 6 e com mais de 12 anos e um grupo de 40 éguas solteiras, com idades entre 3 e mais de 12 anos. As unidades sociais identificadas foram do tipo harém e grupo de solteiros. Os reprodutores com três anos de idade não formaram haréns. Estabeleceram-se relações hierárquicas entre os garanhões e dentro dos haréns. A dominância, a capacidade de luta, os níveis de testosterona e a idade dos garanhões parecem ter influenciado no tamanho e na manutenção dos haréns. Foi constatada estabilidade em sua composição e esta dependeu do status reprodutivo das fêmeas, da dominância do garanhão no grupo e do tamanho do potreiro de observação. Não foi verificada repetibilidade na composição dos haréns. Todos os garanhões tiveram os seus níveis plasmáticos médios de testosterona aumentados, em média, 77,6%, quando foram expostos às éguas e quando formaram haréns (85,6%), embora os do grupo de solteiros tivessem os níveis mais baixos. O total de coberturas observadas no Ano I foi 28. As éguas foram cobertas em média, 1,86 vez, e o número médio de coberturas diárias foi 1,17. O número médio de éguas cobertas /dia foi igual a 1,08. O número médio de éguas receptivas, diariamente, foi igual a 8,5. O tempo médio de duração das coberturas foi igual a 38,4 segundos e o intervalo médio diário entre as mesmas foi de 79,75 minutos. No Ano II, os garanhões realizaram um total de 134 coberturas. As éguas foram cobertas, em média, 2,21 vezes. O número médio de coberturas diário foi 2,1. O número médio de éguas receptivas, diariamente, foi 20,7. O número médio de éguas cobertas/ dia foi 1,78. O tempo médio de duração das coberturas foi igual a 37 segundos e o intervalo médio diário entre as mesmas foi de 104,1minutos. Nos dois anos de estudo foi verificada atividade sexual noturna. O índice geral de prenhez no Ano I foi 79,4% e, no segundo, foi 72,25%.
Abstract Aspects related of social organization and its effects on the reproductive behavior of domestics stallions breeding under free range management systems, not have been studied. This study was carried out with the following objectives: to identify the social unities established between stallions and mares; to verify the factors involved in the stability, repeatability and in the composition of harems; to verify the effect of the stallion in the mating activity; to establish the relationship between the plasmatic levels of testosterone and the social-sexual condition of the stallion; to verify the existence of night sexual activity. This study was carried out in two mating seasons (Year I – 2001/02; Year II – 2002/03). In the first year, the animals were accompanied daily during a period of 12 days, totalizing 117.02 hours. The average duration of daily periods of day observation was 8.1 hours. In the second year, the animals were accompanied in three periods of observation (1, 2 and 3) with intervals of 21 days between them. The average duration of daily periods of observation was 9.6h and the total observation time was equal to 203.51h. In each interval of periods of observation, the social unities were disrupted and the mares were separated. In Year I four stallions were used, with ages of 3, 5 and more than 12 years and a group of 46 no lactates mares from the same breed, with ages varying from 3 to 20 years. In the second year, four stallions were observed, with 3, 6 and more than 12 years of age, and a group of 40 no lactates mares, with ages varying from 3 to more than 12 years of age. The social unities identified in the two years of observation were of the harem and the bachelor group type. The stallions with three years of age did not form harem. Hierarchic relationships among stallions and within harems were established. The dominance, the fight capacity, the aggressive behavior, the testosterone levels and the age of the stallions seem to influence the size and the maintenance of the harems. The stability in the composition of harems was observed, and the factors identified in this process were the reproductive status of females, the dominance of the stallions over the group and the size of the observation field. Repeatability in the composition of the harems was not verified. All stallions had their mean testosterone plasmatic levels increased, in average 77.6%, when were exposed to the mares, and when they formed harems (average of 85.6%). The mating activity of the stallions varied individually. The total mating observed in the 12 days from Year I was 28. The mares were mated in average 1.86 times, and the mean number of daily mating was 1.17. The mean number of mares mated per day was 1.08. The mean number of receptive mares, daily, was 8.5. The average of time during the matings was of 38.4 seconds and mean daily interval between matings was 79.75 minutes. In the second year of observation, the stallions performed a total of 134 matings. Considering the three periods of observation, the mares were mated, in average, 2.21 times. The mean number of daily matings was 2.1. The average number of receptive mares, daily, was 20.7. The average number of mated mares per day was 1.78. The average duration time of the matings was 37.0 seconds and the mean daily interval between matings was 104.1 minutes. In the two years of the study, the existence of sexual activity at night was verified. In the first year, the general pregnancy index was 79.4%. In the second year, the general index was 72.25%.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/29533
Arquivos Descrição Formato
000777831.pdf (1.577Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.