Repositório Digital

A- A A+

Aminoguanidine reduces oxidative stress and structural lung changes in experimental diabetes mellitus

.

Aminoguanidine reduces oxidative stress and structural lung changes in experimental diabetes mellitus

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aminoguanidine reduces oxidative stress and structural lung changes in experimental diabetes mellitus
Outro título Aminoguanidina reduz o estresse oxidativo e as alterações estruturais pulmonares em diabetes mellitus experimental
Autor Di Naso, Fábio Cangeri
Forgiarini Júnior, Luiz Alberto
Forgiarini, Luiz Felipe
Porawski, Marilene
Dias, Alexandre Simões
Marroni, Norma Anair Possa
Resumo Avaliamos o efeito da aminoguanidina sobre o estresse oxidativo pulmonar e a estrutura pulmonar em um modelo experimental de diabetes mellitus. Foram determinados thiobarbituric acid reactive substances (TBARS, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico), histologia e gasometria arterial em animais com diabetes mellitus (DM), animais com diabetes mellitus tratados com aminoguanidina (DM+AG) e controles. O nível de TBARS foi significativamente maior no grupo DM que nos grupos controle e DM+AG (2,90 ± 1,12 vs. 1,62 ± 0,28 e 1,68 ± 0,04 nmol/mg proteína, respectivamente), o mesmo ocorrendo com PaCO2 em relação ao grupo controle (49,2 ± 1,65 vs. 38,12  ±   4,85  mmHg), e PaO2 foi significativamente maior no grupo controle (104,5 ± 6,3 vs. 69,48 ±16,30 e 97,05  ± 14,02 mmHg, respectivamente). Neste modelo experimental de diabetes mellitus, a aminoguanidina reduziu o estresse oxidativo, alterações estruturais teciduais pulmonares e a troca gasosa no modelo experimental.
Abstract We evaluated the effect of aminoguanidine on pulmonary oxidative stress and lung structure in an experimental model of diabetes mellitus. Thiobarbituric acid reactive substances (TBARS), histology and arterial blood gases were evaluated in animals with diabetes mellitus (DM group), animals with diabetes mellitus treated with aminoguanidine (DM+AG group), and controls. The TBARS levels were significantly higher in the DM group than in the control and DM+AG groups (2.90 ± 1.12 vs. 1.62 ± 0.28 and 1.68 ± 0.04 nmol/mg protein, respectively), as was PaCO2 when compared with that of the control group (49.2 ± 1.65 vs. 38.12 ± 4.85 mmHg), and PaO2 was significantly higher in the control group (104.5 ± 6.3 vs. 16.30 ± 69.48 and 97.05±14.02 mmHg, respectively). In this experimental model of diabetes mellitus, aminoguanidine reduced oxidative stress, structural tissue alterations, and gas exchange.
Contido em Jornal brasileiro de pneumologia. Brasília, DF. Vol. 36, n. 4 (2010), p. 485-489
Assunto Diabetes mellitus experimental
Estresse oxidativo
Pneumologia
[en] Diabetes mellitus
[en] Experimental
[en] Lung
[en] Oxidative stress
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/29545
Arquivos Descrição Formato
000771796.pdf (2.234Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.