Repositório Digital

A- A A+

Nacionalismos do sul : uma análise antropológica dos debates sobre nacionalismos e regionalismos promovidos por dois grupos separatistas da região sul do Brasil

.

Nacionalismos do sul : uma análise antropológica dos debates sobre nacionalismos e regionalismos promovidos por dois grupos separatistas da região sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nacionalismos do sul : uma análise antropológica dos debates sobre nacionalismos e regionalismos promovidos por dois grupos separatistas da região sul do Brasil
Autor Hertzog, Wagner Bergamin
Orientador Jardim, Denise Fagundes
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Brasil, Região Sul
Identidade
Movimento separatista
Nacionalismo
Regionalismo
Resumo Este trabalho pretende-se uma análise antropológica dos debates sobre nacionalismos e regionalismos promovidos pelos grupos auto-denominados movimentos separatistas “O Sul é Meu País”, atuante nos três estados da Região Sul do Brasil, e “Rio Grande Livre”, atuante no estado do Rio Grande do Sul. A análise aqui desenvolvida enfoca principalmente a produção de intelectuais engajados em ambos os movimentos, tentando lançar luz sobre como e por que esses atores sociais agem no sentido de reinventar e atualizar identidades regionais vinculadas às suas áreas de atuação sob a forma de identidades nacionais. Apesar de fragmentadas e inacabadas, essas identidades ganham sentido e coerência para os atores desses movimentos separatistas e podem ser analisadas como discursos nacionalistas relativamente unificados, formulados com o objetivo de resolver problemas e contradições a inerentes a esses movimentos.
Abstract The following is an anthropological analysis of the debates on nationalisms and regionalisms promoted by the self-denominated separatist movements “O Sul é Meu País” (The South is My Country), present in the three states of Southern Brazil, and “Rio Grande Livre” (Free Rio Grande), which operates in the state of Rio Grande do Sul. The analysis developed here focuses mainly on the writings and speeches of intellectuals participant in these movements and tries to shed some light on how and why these social actors act in order to reinvent and update regional identities related to their places of origin as national identities. Despite being fragmented and uncompleted, these identities are meaningful and coherent to the actors involved with separatist causes, and therefore can be analyzed as relatively unified nationalist discourses that are formulated to solve problem and contradictions intrinsic to those movements.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29574
Arquivos Descrição Formato
000777920.pdf (1.081Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.