Repositório Digital

A- A A+

Análise da qualidade de vida no trabalho em uma agência bancária de Santa Cruz do Sul

.

Análise da qualidade de vida no trabalho em uma agência bancária de Santa Cruz do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da qualidade de vida no trabalho em uma agência bancária de Santa Cruz do Sul
Autor Austria, Lucinha Cortes
Orientador Piccinini, Valmiria Carolina
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Condições de trabalho
Qualidade de vida : Trabalho
Satisfação
Resumo O tema Qualidade de Vida no Trabalho vem sendo amplamente discutido no meio organizacional e acadêmico e passou a ser uma preocupação cada vez mais presente. Sabe-se que a Qualidade de Vida no Trabalho é fator determinante para o bem estar do indivíduo e interfere diretamente na produtividade e eficácia do trabalhador. Dentro de tal contexto, o presente trabalho tem como objeto de estudo a qualidade de vida no trabalho dos funcionários de uma instituição bancária, na cidade de Santa Cruz do Sul (RS). Através da pesquisa buscou-se identificar a visão que os funcionários têm a respeito de sua Qualidade de Vida no Trabalho. Para se alcançar os objetivos propostos, a pesquisa estruturou-se através da abordagem quantitativa, empregando-se o estudo de caso. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário com 40 questões fechadas e 3 questões abertas, sendo que do total de 39 questionários distribuídos 34 foram preenchidos. O modelo utilizado como referência para a pesquisa foi o de Walton, devido ao fato de o mesmo ser considerado um dos mais abrangentes e apresentar diversas variáveis para se analisar a Qualidade de Vida no Trabalho dos trabalhadores de uma organização. Pôde-se concluir com o estudo que a visão dos funcionários sobre a sua Qualidade de Vida no Trabalho encontra-se numa posição favorável, de maneira geral. Entretanto, alguns fatores são motivos de insatisfação dos funcionários, principalmente a questão salarial, a igualdade de oportunidades, o senso comunitário, responsabilidade social pelos empregados, retroinformação, a falta de atividades de integração e a pressão para o alcance de metas, relatados nas questões abertas. Em compensação, os fatores que amenizam essa insatisfação e elevam o grau de satisfação com a Qualidade de Vida no Trabalho são: possibilidade de carreira, crescimento profissional, segurança de emprego, balanceamento entre trabalho e vida pessoal, respeito às leis e direitos trabalhistas, privacidade pessoal, liberdade de expressão, normas e rotinas, relacionamento, ambiente físico seguro e saudável, jornada de trabalho, imagem da empresa e responsabilidade social pelos produtos/serviços.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29794
Arquivos Descrição Formato
000776113.pdf (192.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.