Repositório Digital

A- A A+

A comunicação através de cartas : motivações para o consumo

.

A comunicação através de cartas : motivações para o consumo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A comunicação através de cartas : motivações para o consumo
Autor Sipp, Ettiene Leite
Orientador Silveira, Teniza da
Co-orientador Vedana, Simone Nazareth
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Comportamento do consumidor
Marketing
Resumo Em todo o mundo, nas últimas décadas, o advento da internet e das mídias digitais contribuiu para o declínio do papel da correspondência escrita tradicional. No Brasil, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é a detentora do monopólio legal de exploração do serviço de recebimento, transporte e entrega de cartas, sendo diretamente afetada pela migração de demanda para as novas tecnologias de comunicação. Torna-se importante para a empresa o conhecimento das motivações dos usuários de cartas, uma vez que este consumo persiste, incorporando significados novos, ainda carentes de pesquisas. O presente trabalho busca verificar quais são as motivações dos usuários de cartas na comunicação pessoal. Para isto, pesquisa as necessidades e emoções presentes nesse consumo, a comparação entre as cartas e o e-mail e a disposição para a continuidade desse consumo. Dada a natureza exploratória do estudo, optou-se pela realização de uma pesquisa qualitativa por meio de entrevistas em profundidade, semi-estruturadas. Os entrevistados foram selecionados pela técnica da amostragem bola-de-neve, buscando-se o perfil de sujeitos que, mesmo com acesso às novas tecnologias de comunicação, com alguma freqüência optam pela utilização de cartas. A amostra final foi constituída por oito entrevistadas. A análise dos dados ocorreu com base na técnica da análise qualitativa de conteúdo. As considerações resultantes deste trabalho sugerem que as motivações para o uso de cartas estão ligadas ao gosto pela escrita, à experiência sentimental ou afetiva intrínseca ao consumo, à nostalgia e à beleza e requinte das cartas. Quando comparadas aos e-mails, as cartas mostram-se mais apropriadas aos assuntos íntimos ou sentimentais. As cartas parecem ter se tornado parte da vida dos consumidores estudados, que desejam persistir em seu uso.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29872
Arquivos Descrição Formato
000779300.pdf (98.52Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.