Repositório Digital

A- A A+

Relacionamento interpessoal e o trabalho em equipe : uma análise sobre a influência na qualidade de vida no trabalho

.

Relacionamento interpessoal e o trabalho em equipe : uma análise sobre a influência na qualidade de vida no trabalho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relacionamento interpessoal e o trabalho em equipe : uma análise sobre a influência na qualidade de vida no trabalho
Autor Brondani, Jera Porto
Orientador Piccinini, Valmiria Carolina
Co-orientador Vieira, Luciano José Martins
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Administração : Estudo de caso
Relacionamento interpessoal
Trabalho
Resumo A presente pesquisa é um estudo de caso, que teve o objetivo de identificar quais fatores influenciam o relacionamento interpessoal no trabalho em equipe e analisar como este influencia a qualidade de vida no trabalho do setor jurídico do Banco Forte da cidade de Santa Maria. A coleta de dados foi obtida através de entrevistas semi-estruturadas com cinco funcionários que fazem parte do setor, gerando resultados qualitativos. Através da análise de conteúdo, pode-se verificar que os fatores que mais influenciam no relacionamento interpessoal são o respeito, a amizade, a cordialidade nas relações, a cooperação e o entrosamento dentro e fora do ambiente de trabalho. E esse relacionamento interfere na qualidade de vida no trabalho, seja de uma forma positiva quanto negativa. Sendo assim, o desenvolvimento desses fatores no dia a dia de trabalho ameniza os conflitos, que porventura tendem a surgir. O modelo de Walton serviu para identificar quais aspectos que mais impactam a QVT, tanto positivos quanto negativos. Foi constatado que os fatores compensação justa e adequada, condições de trabalho e trabalho e espaço total da vida são os mais críticos relacionados à QVT. A remuneração condizente com uma estabilidade de horários e o tempo para a família e o lazer é fundamental para uma boa qualidade de vida no trabalho. Alguns indicadores do modelo de Westley também foram usados para aferição da QVT, relativos aos aspectos internos da organização. A equidade salarial, o relacionamento com a chefia, o relacionamento interpessoal e o valor pessoal interferem na QVT, gerando insatisfação ou motivação, conforme o resultado do processo. É preciso que haja uma atenção especial da organização quanto à valorização do capital humano. O desenvolvimento de novas ações para melhoria da QVT é um investimento que as organizações devem fazer, pois interfere diretamente no bem-estar do trabalhador quanto na qualidade dos serviços prestados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29873
Arquivos Descrição Formato
000779376.pdf (284.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.