Repositório Digital

A- A A+

Mudança organizacional : um estudo exploratório acerca dos agentes facilitadores

.

Mudança organizacional : um estudo exploratório acerca dos agentes facilitadores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mudança organizacional : um estudo exploratório acerca dos agentes facilitadores
Autor Bitencourt, Claudia Cristina
Orientador Ruas, Roberto Lima
Data 1995
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Mudança organizacional : Empresa : Comunicacao : Treinamento : Benchmarking : Recompensa : Gestao
Resumo Tendo em vista o cenário atual extremamente competitivo, as empresas partem para a implantação de Programas de Melhoria de Competitividade (JIT, TQC, Reengenharia) como forma de sobrevivência. "Neste novo contexto, a mão-de-obra passa a ser considerada menos como um custo a ser minimizado e mais como um recurso essencial cujo envolvimento e participação no processo produtivo começam a ser um fator-chave à estratégia competitiva das empresas" (Posthuma, 1993, p.252). Nesse ambiente, as empresas têm empregado alguns princípios e práticas de gestão que, visivelmente, têm favorecido esses processos de mudança. Neste trabalho, utilizamos como elemento de análise os agentes facilitadores: comunicação, treinamento, recompensa e benchmarking, segundo o Modelo Experimental de Hronec (1994). Os agentes facilitadores são utilizados para minimizar o impacto da mudança através do comprometimento de todos os integrantes da empresa. Para o presente trabalho interessa identificar suas formas, compreender sua aplicação e analisar seus resultados. Este trabalho busca, também, verificar se as empresas pesquisadas reconhecem a importância da utilização desses agentes como facilitadores do processo de mudança e se efetivamente utilizam-se dessa prática. A investigação é de natureza qualitativa, apresentada em estudos de casos elaborados com base em entrevistas semidiretivas. Para a pesquisa de campo, utilizou-se uma amostragem de quatro empresas que estão implementando Programas de Qualidade, encontrando-se em diferentes fases de amadurecimento do processo. Estas empresas são identificadas pelas seguintes denominações: Alpha (setor de calçados), Beta (setor de bebidas), Gama (setor de alimentação) e Delta (setor de papel-celulose). Os resultados da pesquisa apontam para uma valorização dos agentes facilitadores embora estes não sejam aplicados em toda a sua extensão (sub-utilização).
Abstract Taking into account the present highly competitive scenario, companies have begun to implant Competitive Improvement Programs (such as JIT, TQC and Reengineering) as a form of survival. "In these new context, labor is considered less as a cost to be minimized and more as an essential resource whose involvement and participation in the productive process becomes a key factor to the companies' competitive strategy" (Posthuma, 1993, p. 252). In these environment, companies have used some management principles and practices which have favored these process of change. In these dissertation, the following facilitating agents are used as elements of analysis: communication, training, reward and benchmarking, according to Hronec's Experimental Model (1994). These facilitating agents are used to minimize the impact of change through the commitment of company's staff. This dissertation intends to identify their forms, understand their application and analyze their results. It also aims at verifying if the researched companies recognize the importance of these agents as facilitators in the process of change and if these companies effectively use this practice. A qualitative design was developed through case studies carried out on the basis of semistructured interviews. For field research, a sample of four companies that have been implementing Quality Management Programs are found in different stages of maturing process. These companies are identified by the following names: Alpha (shoe sector), Beta (drink sector), Gama (food sector) and Delta (cellulose-paper sector). The results of research show an increased valorization of the facilitating agents, although they have not been explored by organizations to their full extent (sub-utilization).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/29915
Arquivos Descrição Formato
000129118.pdf (2.988Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.