Repositório Digital

A- A A+

Biomonitoramento da qualidade do ar com uso de liquens na cidade de Porto Alegre, RS

.

Biomonitoramento da qualidade do ar com uso de liquens na cidade de Porto Alegre, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Biomonitoramento da qualidade do ar com uso de liquens na cidade de Porto Alegre, RS
Autor Käffer, Márcia Isabel
Orientador Vargas, Vera Maria Ferrao
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Biomonitoramento
Fungos
Líquens
Porto Alegre (RS)
Qualidade do ar
[en] Air pollution
[en] Environmental classification factor
[en] Lichenized fungi
[en] PHAs
[en] Phytosociology
[en] Salmonella/microssome assay
[en] Vertical distribution
Resumo Liquens são organismos em simbiose, considerados indicadores biológicos e, assim como os biomarcadores de genotoxicidade, são amplamente empregados para avaliar a qualidade do ar em áreas urbanas. Desta forma, este estudo teve por objetivos analisar a comunidade liquênica na cidade de Porto Alegre, RS, através do mapeamento da micota liquenizada e comparar a influência de determinados poluentes nas estruturas morfofisiológicas de algumas espécies liquênicas e na atividade mutagênica e citotóxica do material particulado atmosférico. A comunidade liquênica foi analisada, a fim de verificar alterações na sua estrutura, e danos morfofisiológicos em duas espécies (Parmotrema tinctorum e Teloschistes exilis), pela ação de determinados poluentes. Foram analisadas 30 estações amostrais, distribuídas em 29 áreas da cidade, e uma de referência no Parque Estadual de Itapuã, RS. Foram empregados o método do elástico para mapear os liquens, o método dos transplantes para analisar a ação de alguns poluentes atmosféricos e o ensaio Salmonella/microssoma para avaliar a mutagenicidade e citotoxicidade dos extratos orgânicos do PM10. Foram registrados 144 táxons liquênicos. Alterações na estrutura da comunidade liquênica foram verificadas nas áreas analisadas. Concentrações de poluentes, incluindo HPAs, foram constatadas nas espécies expostas, além de danos morfofisiológicos. Atividade mutagênica também foi verificada nos primeiros meses de exposição dos liquens, bem como a presença de nitrocompostos no ar. Na avaliação geral da comunidade liquênica urbana, constatou-se que fatores, como tráfego veicular, variáveis climáticas e topografia das estações amostradas, podem ter contribuído para os resultados encontrados. A utilização conjunta entre os bioindicadores e os biomarcadoress de mutagênese proporcionou a avaliação da qualidade do ar e o diagnóstico da presença de compostos agressivos ao meio ambiente. O emprego dos liquens como indicadores de alterações em ambientes urbanos são recomendados, podendo servir como ferramenta para programas de monitoramento nas cidades.
Abstract Lichens are symbiotic organisms considered as biological indicators and like genotoxicity biomarkers, are widely used to evaluate air quality in urban areas. Thus, the present study aims to analyze the lichen community in Porto Alegre, RS, by mapping lichenized mycota and also aims to compare the influence of certain pollutants morphophysiological structures of some lichen species and in the mutagenic and cytototoxicity activity in atmospheric particulate matter. The lichen community was analyzed in order to verify structure alterations, in addition to morphophysiological damages in two species (Parmotrema tinctorum and Teloschistes exilis) caused by the action of specific pollutants. Thirty sample stations were analyzed, distributed into twenty-nine areas in the city and a reference area in the State Park of Itapuã, RS. The band rubber method was used for mapping lichens, the transplant methodology was used in order to analyze the action of some atmospheric pollutants and the Salmonella/microsome assay was used to evaluate mutagenicity and cytotoxicity of PM10 organic extracts. One hundred and forty-four lichen taxa were registered. Alterations in the structure of the lichen community were verified in the analyzed areas. Pollutant concentrations, including PAHs were observed in the exposed species, in addition to morphophysiological damages. Mutagenic activity was also verified in the first months of lichen exposure, as well as the presence of nitrocompounds in the air. A general evaluation of the urban lichen community verified that traffic flow, climate variables and topography of the sampled stations may have contributed to the results obtained. The use of both bioindicators and mutagenesis biomarkers provided an evaluation of air quality and helped to determine of the presence of environmentalaggressive compounds. The use of lichens as indicators of alterations in urban environments is recommended and may serve as a tool for monitoring programs in cities.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/30187
Arquivos Descrição Formato
000779906.pdf (10.34Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.