Repositório Digital

A- A A+

Volatilização de amônia de fertilizantes nitrogenados aplicados nas culturas do trigo e do milho em sistema plantio direto no sul do Brasil

.

Volatilização de amônia de fertilizantes nitrogenados aplicados nas culturas do trigo e do milho em sistema plantio direto no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Volatilização de amônia de fertilizantes nitrogenados aplicados nas culturas do trigo e do milho em sistema plantio direto no sul do Brasil
Outro título Volatilization of ammonia of fertilizer nitrogen applied in crops of wheat and corn in tillage system in southern Brazil
Autor Viero, Fernando
Orientador Bayer, Cimelio
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo.
Assunto Adubação nitrogenada
Amônia
Fertilidade do solo
Fertilizante nitrogenado
Plantio direto
Volatilizacao
Resumo A volatilização de amônia é um importante fator influenciando a eficiência dos fertilizantes nitrogenados no sistema plantio direto (SPD). O objetivo da pesquisa foi avaliar a magnitude das perdas de N por volatilização de fontes nitrogenadas aplicadas nas culturas do trigo (2 safras) e do milho (2 safras) num Latossolo Bruno em SPD, na região Centro-Sul do Paraná (estudo 1), e verificar a influência da irrigação, antes e após a aplicação de N, nas perdas de N por volatilização na cultura do milho num Argissolo Vermelho em SPD na Depressão Central do Rio Grande do Sul (estudo 2). Diferentes fontes de N foram avaliadas (uréia, uréia com inibidor de urease, uréia com Cu e B, fertilizante de liberação lenta, fertilizante líquido, nitrato de amônio e sulfato de amônio), bem como diferentes manejos da uréia (aplicação pela manhã e a tarde, e incorporação mecânica). Doses de 150 e 50 kg ha-1 de N foram aplicadas nas culturas do milho e do trigo, respectivamente, em Guarapuava e 180 kg N ha-1 no milho na Depressão Central do RS. Em ambos locais, utilizouse um delineamento de blocos casualizados. A volatilização foi avaliada com o auxílio de um coletor semi-aberto estático. Na região Centro-Sul do Paraná (Latossolo Bruno), as baixas temperaturas no inverno determinaram baixas perdas de N por volatilização para todos os fertilizantes nitrogenados (inferiores a 5 % do N aplicado na cultura do trigo) e foram independentes do regime de chuvas do período após aplicação do fertilizante. No verão, as perdas de N por volatilização foram semelhantes entre as duas regiões, e mantiveram-se em valores abaixo de 12 % do N aplicado na cultura do milho. Aproximadamente 90 % da perda de N por volatilização ocorreu nos 4 dias que sucederam a aplicação do fertilizante nitrogenado, sendo o regime de chuvas nesse período determinante das perdas totais de N. A irrigação somente demonstrou potencial de reduzir a volatilização de N apenas quando realizada após a aplicação do N, sugerindo que há uma influência favorável da água (~10 mm) na solubilização e deslocamento da uréia aplicada na palhada sobre o solo. A uréia aplicada logo após a irrigação (solo úmido) apresentou uma tendência de apresentar maior volatilização do que quando aplicada em solo seco. O horário da aplicação da uréia (manhã ou tarde) não teve praticamente influência nas perdas de N por volatilização.
Abstract Ammonia volatilization is a determinant factor to low efficiency of nitrogen fertilizers in no-till agriculture. The research aimed to quantify the N losses by volatilization in no-till wheat and corn crops in a clayey Oxisol from South-Central region of Paraná State (study 1), and to evaluate the influence of sprinkle irrigation, applied before and after nitrogen fertilizers, on N losses by volatilization in a no-till corn crop in Central Depression region of Rio Grande do Sul State (study 2). Different N sources were evaluated (urea, urea with urease inhibitor, urea with Cu and Bo, slow-release fertilizer, liquid fertilizer, ammonium nitrate, and ammonium sulfate), as well as urea under different management (application at morning or at afternoon, mechanic incorporation, and with and without irrigation before and after fertilizer application). Nitrogen was applied at the rates of 50 and 150 kg ha-1 for wheat and corn crops, respectively, in Guarapuava and 180 kg N ha-1 in maize in the Central Depression of the RS. In both sites, a randomized block design, with three or four field replicates, was used. Ammonia volatilization was evaluated using a semi-open static collector. In the South-Center region of Paraná, the low air temperature in the winter determined insignificant losses of ammonia for all N sources (<5 % of applied N for wheat), and losses were independent of rainfall regime in the period immediately after N application. In summer, volatilization N losses were similar for the two sites and kept lower than 15 % of applied N in corn crop. About 90 % of total N loss occurred in the next 4 days after N input, and the rainfall regime in this short period driven accumulated ammonia volatilization. Irrigation only decrease ammonia volatilization when applied after N fertilizer, suggesting that there is a favorable influence of water (~10 mm) on the solubilization and detachment of urea applied on the straw. In addition, irrigation applied (moist soil) before N addition tended to increase ammonia volatilization in comparison with dry soil (without irrigation). The time of urea application (morning or affternoon) did not effect on ammonia volatilization, while a strong reduction of N losses were verified for incorporated urea.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/30189
Arquivos Descrição Formato
000780135.pdf (2.023Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.