Repositório Digital

A- A A+

Delineamento e avaliação de corredores lineares multi-hábitat : estudo de caso com bugio-ruivo (Alouatta clamitans) em mosaico urbano-rural

.

Delineamento e avaliação de corredores lineares multi-hábitat : estudo de caso com bugio-ruivo (Alouatta clamitans) em mosaico urbano-rural

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Delineamento e avaliação de corredores lineares multi-hábitat : estudo de caso com bugio-ruivo (Alouatta clamitans) em mosaico urbano-rural
Outro título Delineation and evaluation of multi-habitat linear corridors: a case study with the brown-howler-monkey (Alouatta clamitans) in an urban-rural matrix
Autor Alonso, Andre Chein
Orientador Becker, Fernando Gertum
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Alouatta clamitans
Corredores lineares
[en] Connectivity
[en] Corridor modeling
[en] Corridor quality
[en] Graph theory
[en] Habitat corridors
[en] Persistence potential
[en] Urban ecology
Resumo A fragmentação de habitats em muitos casos limita o potencial de dispersão das espécies. Por esta razão, muitas iniciativas visando à conservação de espécies em paisagens fragmentadas envolvem o delineamento de corredores ecológicos entre manchas de hábitat. Neste trabalho, foi modelado um sistema de corredores entre manchas de mata remanescentes no mosaico urbano-rural de uma grande cidade no sul do Brasil (Porto Alegre, RS), tendo como organismo focal o primata Alouatta clamitans (bugio-ruivo) que está ameaçado de extinção. Nossos objetivos específicos são (a) demonstrar a importância dá conectividade para a presença das populações de bugio-ruivo nos fragmentos florestais em Porto Alegre; (b) detectar os fragmentos mais importantes para manter a conectividade funcional potencial da espécie; (c) desenhar um sistema de corredores potenciais, considerando a capacidade de dispersão do bugio-ruivo em diferentes tipos de manchas de paisagem e (d) propor um método para avaliação da qualidade de corredores, levando em consideração a variação do atrito à dispersão ao longo do traçado dos corredores e a existência de pontos críticos de vulnerabilidade ao longo dos corredores. A vulnerabilidade foi avaliada em função da paisagem vizinha a cada corredor, entendendo-se como vulnerabilidade a probabilidade de futura modificação ou interrupção do corredor devido a mudanças na paisagem vizinha. Foi verificada a existência da relação da conectividade funcional com a presença da espécie nos fragmentos florestais através do índice Integral index of connectivity - IIC. Através da porcentagem de importância do mesmo índice (dIIC) para cada fragmento arbóreo, identificou-se o morro São Pedro como mais importante para a manutenção da conectividade da paisagem. Além do morro São Pedro foram selecionados os fragmentos arbóreos maiores que 10 ha para a modelar corredores utilizando o algoritmo do caminho de menor custo. Utilizou-se dois parâmetros: grau de antropização que avalia o potencial de persistência dos corredores e o atrito que simula a resistência dos habitats ao deslocamento da espécie. Esses parâmetros foram utilizados nas análises de fracionamento para quantificar o número de interrupções no corredor e a qualidade do habitat interno. Os resultados da análise de fracionamento e a extensão foram usados na classificação de qualidade de cada corredor. Foram gerados 136 corredores com extensão entre 4 m e 4128 m, Observou-se que corredores com mais de 1000 m tendem a ser potencialmente mais fracionados. Setenta e três corredores mantiveram-se contínuos segundo o potencial de persistência. A análise da qualidade do habitat revelou que 120 corredores foram fracionados. A área total de habitat efetivo (classe arbórea/arbustiva) para o deslocamento foi reduzida em 41%. A análise de qualidade global revelou que 32% dos corredores são bons, 51% são medianos e 16,2% são ruins. O potencial de persistência revelou-se um método promissor de avaliar o potencial de alteração que o entorno tem em relação ao corredor. A análise de qualidade de habitat mostrou-se eficiente para identificar os corredores lineares de hábitat ou íntegros. O método pode auxiliar na tomada de decisão do custo-beneficio para investir em gestão e manejo de corredores lineares multi-habitat.
Abstract Habitat fragmentation limits possibility of species dispersai. Many initiatives aim at species conservation in fragmented landscapes involve the delineation of ecological corridors among habitat patches. Here, we modeled a corridor system among remnant forest fragments in the urban-rural mosaic of a large city in southern Brazil (Porto Alegre, RS), using the endangered primate Alouatta clamitans (brown-howler-monkey) as a focal species. Our specific aims were (a) to demonstrate the importance of connectivity for the presence of the brown-howler monkey in forest fragments; (b) to identify the most important fragments for maintenance of potential functional connectivity for the species; (c) to draw a potential corridor system, considering the species dispersai capacity in different habitat patches; and (d) to propose a new method of corridor quality evaluation, considering friction variation to disperse along corridors and the existence of vulnerable criticai points for the persistence of corridors. Vulnerability was evaluated in terms of neighboring landscape of each corridor (context), being defined as the probability of future corridor modification or interruption due to changes in the neighboring landscape. We examined the existence of a positive relation between functional connectivity and the species presence in forest fragments using the Probability of Connectivity index (dIPC). We identified the São Pedro hill as the most important area for the maintenance of landscape connectivity based on the dIPC. In addition to São Pedro hill, we selected the forest fragmentes larger than 10 hectares to model corridors using the least-cost distance algorithm. To assess vulnerability, we used two parameters: the antropization degree, which is a proxy for potential of corridor persistence, and the friction degree, which is a proxy for habitat resistance to the species dispersal. These parameters were used to examine the fractioning of corridors, that is, to quantify the number of actual or potential interruptions in corridor trajectory and its inner habitat quality. The results of the fractioning analyses and the corridor extension were used as attributes for ranking ali corridors in terms of quality. We generated 136 corridors with an extension between 4 m and 4128 m. Corridors with more than 1000 m tended to be potentially more fractioned, while seventy three corridors were kept uninterrupted according to persistence potential. Habitat quality analysis revealed that 120 corridors were fractioned. Total area of effective habitat (arboreal/shrubby class) to movements was reduced in 41%. The global quality analysis revealed that 32% of corridors are good, 51% are median and 16.2% are bad. Persistence potential appears to be a promising method to evaluate the potential for antropogenic modification imposed on corridors by their surrounding landscape. This method cari help in cost-benefit decision making for management of multi-habitat linear corridors.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/30203
Arquivos Descrição Formato
000779933.pdf (2.214Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.