Repositório Digital

A- A A+

Comorbidades psiquiátricas associadas com transtornos de ansiedade em uma amostra de crianças e adolescentes

.

Comorbidades psiquiátricas associadas com transtornos de ansiedade em uma amostra de crianças e adolescentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comorbidades psiquiátricas associadas com transtornos de ansiedade em uma amostra de crianças e adolescentes
Autor Silva Júnior, Estácio Amaro
Orientador Manfro, Gisele Gus
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Psiquiatria.
Assunto Adolescente
Criança
Depressão
Diagnóstico duplo (Psiquiatria)
Enurese
Transtornos de ansiedade
[en] Anxiety disorders
[en] Child and adolescent psychiatry
[en] Depression
[en] Enuresis
[en] Psychiatric comorbidities
Resumo Introdução: Os transtornos de ansiedade na infância e adolescência são prevalentes e geralmente se mantêm até a vida adulta. Podem também ser considerados como fator de risco para o desenvolvimento de outros transtornos psiquiátricos. Portanto, a avaliação, o diagnóstico e o tratamento da ansiedade nesta faixa etária, assim como a detecção de comorbidades associadas, têm uma importância significativa para o alívio do sofrimento e para a prevenção de transtornos mentais em futuras etapas do ciclo vital. Objetivos: Avaliar, em uma amostra comunitária de crianças e adolescentes, a presença de comorbidades nos distintos transtornos de ansiedade em comparação ao grupo controle. Métodos: Em um delineamento de caso-controle, entre agosto de 2008 e dezembro de 2009 foram avaliadas, sucessivamente, 242 crianças e adolescentes pertencentes a escolas estaduais que estão dentro da área de abrangência da Unidade Básica de Saúde do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). A triagem realizada nas escolas faz parte de um projeto de pesquisa no qual foram aplicados instrumentos de avaliação de ansiedade e outros sintomas psiquiátricos com o objetivo de averiguar possíveis casos (ansiosos) e controles, para um amplo estudo sobre transtornos de ansiedade na infância e adolescência. Os indivíduos selecionados, através da triagem escolar, foram posteriormente avaliados através do K-SADS-PL (Schedule for Affective Disorders and Schizophrenia for School-Age Children – Present and Lifetime Version Diagnostic Interview), aplicado aos participantes da pesquisa, juntamente com seus pais, por psiquiatras treinados. Resultados: A amostra final foi composta por 138 casos e 104 controles. Entre os casos, 95 (68,8%) preencheram critérios para diagnóstico de ansiedade generalizada (TAG), 57 (41,3%) para transtorno de ansiedade social (TAS), 49 (35,5%) para transtorno de ansiedade de separação (TASep) e nove (6,5%) preencheram os critérios diagnósticos para transtorno de pânico (TP). Os ansiosos apresentaram alta taxa de comorbidade, ao longo da vida, estatisticamente significativa em comparação ao grupo controle, entre os transtornos de ansiedade: transtorno de ansiedade de separação com fobia específica - FE (51%) e TAG (59,2%); transtorno de ansiedade generalizada com TAS (36,8%), FE (52,6%) e transtorno do estresse pós-traumático - TEPT (8,5%); transtorno de ansiedade social com FE (59,6%) e TAG (61,4%). Também apresentaram mais comorbidade com depressão: com TAG (29,3%) e com TAS (30,9%), e enurese com TASep (22,4%). Conclusão: Houve, na amostra comunitária, uma alta prevalência de transtornos de ansiedade, principalmente transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de ansiedade social e transtorno de ansiedade de separação. Evidenciou-se maior comorbidade com os demais transtornos de ansiedade, depressão e enurese entre os ansiosos em comparação ao grupo controle. Observou-se que possuir a comorbidade aumenta o risco de ter o desfecho (transtorno de ansiedade). É importante a realização de pesquisas similares com um maior número amostral, e de estudos caso-controle em amostras clínicas, para confirmação dos nossos resultados.
Abstract Introduction: Anxiety disorders in childhood and adolescence are prevalent, often remain until adulthood and may also be considered as a risk factor for developing other psychiatric disorders. Therefore, assessment, diagnosis and treatment of anxiety in this age group as well as the detection of comorbidities have a significant importance for the relief of suffering and the prevention of mental disorders in future stages of the lifecycle. Objectives: To evaluate the presence of comorbidities in the different anxiety disorders compared to controls in a community sample of children and adolescents. Methods: 242 children and adolescents were evaluated successively in the state schools which are within the area covered by the primary care unit of Hospital de Clinicas de Porto Alegre (HCPA) in a randomized case-control study, between August 2008 and December 2009. The screening conducted in schools is part of a research project in which instruments were used to evaluate anxiety and other psychiatric symptoms in order to investigate possible cases (anxious) and controls for an extensive study of anxiety disorders in childhood and adolescence. Those selected through the school screening, were subsequently evaluated using the K-SADS-PL (Schedule for Affective Disorders and Schizophrenia for School-Age Children - Present and Lifetime Version Diagnostic Interview), applied to the research participants, along with their parents by trained psychiatrists. Results: The final sample included 138 cases and 104 controls. Among cases, 95 (68.8%) met diagnostic criteria for generalized anxiety disorder (GAD), 57 (41.3%) for social anxiety disorder (SAD), 49 (35.5%) for separation anxiety disorder (SepAD) and nine (6.5%) met the diagnostic criteria for panic disorder (PD). The forward had a high rate of comorbidity in lifetime, statistically significant compared to the control group, among the anxiety disorders: separation anxiety disorder with specific phobia - SP (51%) and GAD (59.2%); generalized anxiety disorder with SAD (36.8%), SP (52.6%) disorder and posttraumatic stress disorder - PTSD (8.5%), social anxiety disorder with PS (59.6%) and GAD (61.4%). There was also more comorbidity between depression with GAD (29.3%) and SAD (30.9%) and enuresis with SepAD (22.4%). Conclusion: There was a high prevalence of anxiety disorders, particularly generalized anxiety disorder, social anxiety disorder and separation anxiety disorder in the community sample. There has been a higher comorbidity with other anxiety disorders, depression and enuresis among anxious compared to control group and it has been observed that having the comorbidity increases the risk of the outcome (anxiety disorder). It is extremely relevant and important to conduct similar research with a larger sample and case-control studies in clinical samples to confirm the results.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/30940
Arquivos Descrição Formato
000778429.pdf (335.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.