Repositório Digital

A- A A+

Análise de custo-efetividade da trombólise com alteplase no acidente vascular cerebral

.

Análise de custo-efetividade da trombólise com alteplase no acidente vascular cerebral

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de custo-efetividade da trombólise com alteplase no acidente vascular cerebral
Outro título Analysis of the cost-effectiveness of thrombolysis with alteplase in stroke
Outro título Análisis de costo-efectividad de la trombólisis con alteplase en el accidente vascular cerebral
Autor Araújo, Denizar Vianna
Teich, Vanessa Damazio
Passos, Roberta Benitez Freitas
Martins, Sheila Cristina Ouriques
Resumo Fundamento: Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de óbito no Brasil e pouca informação está disponível sobre custo do tratamento. Objetivo: Elaborar análise de custo- efetividade de trombólise no AVC, até três horas após o início dos sintomas, comparando o tratamento com allteplase versus conservador, sob a perspectiva do Sistema Único de saúde (SUS). Métodos: Modelo de análise de decisão foi desenvolvido para comparar os dois tratamentos. Ciclos foram considerados, durante os quais pacientes poderiam transitar entre cinco estágios de incapacidade pós- AVC, baseados na escala modificada de Rankin . A probabilidade de apresentar hemorragia intracerebral no primeiro ano foi obtida do ensaio NINDS. Para os anos subsequentes, ciclos de um ano foram considerados, para contabilizar a mortalidade dos pacientes. O desfecho foi expresso em Anos de Vida Ajustados pela Qualidade( QALY) . Tanto os custos diretos quanto os indiretos foram considerados na analise. Custos e desfecho foram descontados em 5% ao ano. Resultados: No primeiro ano, o QALY ganho foi de 0,06 para ambos os gêneros, com custo incremental de R$ 2.558 para homens e R$ 2.312 para mulheres. A razão de custo-efetividade incremental em um ano foi de R$ 40.539/ QALY ( USD 28.956) para homens e R$36.640/QALY (USD 26.171) para mulheres. Após o segundo ano, o tratamento com alteplase reduziu o custo do tratamento ( índice de Paridade do Poder de Compra US$= R$1.4). Conclusão: Terapia trombolítica com alteplase nas primeiras três horas após o AVC e custo –efetiva no cenário do Sistema Único de Saúde. (Arq Bras Cardiol. 2010 [online]. ahead print , PP.0-0).
Abstract Background: The cerebrovascular accident (CVA) or stroke is the main cause in Brazil and little information is available on the cost of treatment. Objective: To carry out a cost- effectiveness analysis of thrombolysis is stroke, up to three hours after symptom onset , comparing the treatment with alteplase versus the conservative treatment , under the perspective of the Brazilian Public Health System (SUS). Methods: A decision analysis model was developed to compare the two types of treatment. Cycles were considered , during which the patients would go through five stages of disability post –stroke, based on the modified Rankin scale. The probability to present intracranial hemorrhage in the first year was obtained from the NINDS trial. For the subsequent years, one year cycles were considered in the analysis. Costs and outcomes were discounted at 5% a year. Results: I the first year the QALY gained was 0.06 for both sexes, with an incremental cost of R$2.558 for men and R$2.312 for women. The incremental cost- effectiveness ratio (ICER) in one year was R$ 40, 539/ QALY (USD 28,956) for men and R$36,640/QALY ( USD 26,171) for women. After the second year, the treatment with alteplase reduced the cost of treatment ( Purchasing Power Parity index: US$1=1.4). Conclusion: The thrombolytic terapy with alteplase within the first three hours following a stroke is cost effective in the Brazilian Public Health System scenario. ( Arq Bras Cardiol. 201; [online]. Ahead print, PP.0-0)
Contido em Arquivos brasileiros de cardiologia. São Paulo. Vol. 95, n. 1 (jun. 2010), p. 12-20
Assunto Acidente cerebral vascular
Análise custo-benefício
Assistência à saúde
Ativador de plasminogênio tecidual
Custos de cuidados de saúde
[en] Health care costs
[en] Stroke
[en] Tissue plasminogen activator
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/30968
Arquivos Descrição Formato
000776772.pdf (365.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.