Repositório Digital

A- A A+

Avaliacao clinica e histologica da resposta periodontal a procedimentos restauradores no cao

.

Avaliacao clinica e histologica da resposta periodontal a procedimentos restauradores no cao

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliacao clinica e histologica da resposta periodontal a procedimentos restauradores no cao
Autor Gomes, Sabrina Carvalho
Orientador Oppermann, Rui Vicente
Data 1999
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Pós-Graduação em Odontologia - Clínica Odontologica (Periodontia).
Assunto Cimentos : Ionomero de vidro
Periodontia
Placa dentaria : Prevencao e controle
[en] Animal study
[en] Clinical
[en] Glass ionomer cement
[en] Histological
[en] Plaque control
[en] Restorations
Resumo Os objetivos do presente estudo foram avaliar a resposta periodontal, clínica e histologicamente, à presença de preparos cavitários restaurados com Cimento de Ionômero de Vidro (CIV) e Amálgama (AM) ou não restaurados (SR), em um período de 124 dias. Janelas cirúrgicas, 2x5mm, na tábua óssea vestibular de pré-molares em 3 cães Beagle, permitindo o preparo de cavidades supragengivais com extensão subgengival (Tipo I) ou subgengivais (Tipo II). Estas foram restauradas com CIV e AM' ou mantidas sem restauração (SR). Nos primeiros 15 dias pós-operatório, os cães receberam escovação diária com gel de clorexidina 2%. Com a suspensão do controle químico, iniciou-se o controle mecânico realizado, diariamente, nos quadrantes 2 e 3, por 109 dias. Placa visível (IPV), profundidade de sondagem (PS), sangramento à sondagem (SS) e distância da margem gengival à marca referência (DMM) foram registrados no início e final do período experimental. Após, análise microscópica foi realizada por examinadora, cega quanto à origem dos tratamentos e previamente calibrada, onde avaliou-se infiltrado inflamatório, condição e posição do epitélio adjacente à área tratada e a distância entre a borda apical do preparo cavi o e ligamameennttoo periodontal funcional (DPL). Através da avaliação clínica observou-se medianas de 66% e 100% para o IPV nos sítios sem controle de placa (S/CT). Para o SS, este foi observado em 8 dos 16 sítios S/CT e 1 em 18 dos sítios onde o controle de placa foi realizado (C/CT). As médias da PS variaram de 0.35 a 1.25, estando as maiores associadas a sítios S/CT. As médias da DMM variaram de -0.2mm (AM, Tipo I, C/CT), indicando edema, a 1,5mm (SR, Tipo II, S/CT), valor relacionado a retração. Sítios AM S/CT apresentaram-se com infiltrado inflamatório severo. Os sítios CIV e SR estiveram associados a escores Leve e Ausente na presença de controle de placa e à resposta Moderada nos sítios S/CT. Para a condição epitelial, observou-se total alteração deste nos sítios restaurados com AM. Na avaliação dos sítios C/CT e S/CT, para CIV e SR, um maior percentual de epitélio íntegro esteve associado aos sítios Tipo I (50%). Nos sítios Tipo II, o controle de placa foi diferencial apenas para os sítios SR. A posição apical deste epitélio foi mais comum para o AM. As maiores DPL estavam associadas ao AM (0.5 a 1 mm), seguidas pelo CIV (0.2 a 0.5 mm) e sítios SR (0.5 a —0.5mm). Pode-se concluir que o controle de placa é decisivo para a reação inflamatória do periodonto a procedimentos restauradores e que o AM, entre os materiais restauradores, foi aquele associado à maior resposta inflamatória.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/31043
Arquivos Descrição Formato
000265477.pdf (1.565Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.