Repositório Digital

A- A A+

Efeito do ácido linoléico conjugado no desempenho e na resposta imune de leitões recém-desmamados

.

Efeito do ácido linoléico conjugado no desempenho e na resposta imune de leitões recém-desmamados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do ácido linoléico conjugado no desempenho e na resposta imune de leitões recém-desmamados
Outro título Effect of conjugated linoleic acid on performance and immune response of weanling piglets
Autor Moraes, Mariana Lemos de
Orientador Ribeiro, Andrea Machado Leal
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Nutricao animal
Suíno
Resumo Nos últimos tempos, cresceu consideravelmente o número de pesquisadores que se dedicam a estudar e desvendar lacunas ainda não esclarecidas no que se refere à interação entre a nutrição e a imunologia. Um dos grandes motivos para essa demanda é a crescente restrição do uso de antimicrobianos promotores de crescimento ao mesmo tempo em que a intensificação dos sistemas de produção torna-se imperativa para aumentar a produção de alimentos no mundo. O ácido linoléico conjugado (CLA) se refere aos isômeros posicionais e geométricos do ácido linoléico (cis-9, cis-12 18:2) com a diferença que no primeiro, as duplas ligações estão separadas apenas por uma ligação simples entre 2 carbonos. Os isômeros que recebem maior atenção são o cis-9, trans-11 e o trans-10, cis-12 CLA. Estudos têm demonstrado que estes isômeros possuem atividade nutracêutica uma vez que são capazes de melhorar os parâmetros imunológicos de diferentes espécies animais, em diversos modelos experimentais. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o efeito do CLA na resposta imune e no desempenho de leitões recém-desmamados. Para isso, foram testados 3 níveis de inclusão de CLA (0, 1 e 2%) na presença ou ausência de desafio imunológico com LPS. O nível de 1% de CLA promoveu uma maior produção de imunoglobulinas G pelos leitões, mostrando sua influência na resposta imune humoral. Entretanto, o CLA não afetou nem o desempenho e nem os outros parâmetros imunológicos testados (proliferação de linfócitos, porcentagem de linfócitos T CD4+ e CD8+, proteínas plasmáticas, eritrograma, leucograma, frequência respiratória e temperatura retal após o desafio com LPS). O LPS causou estresse imunológico nos leitões desafiados, evidenciada pelo pior desempenho zootécnico, aumento da temperatura retal e frequência respiratória além de ser responsável por alterações nos valores de proteínas plasmáticas, eritrograma e leucograma. Apesar de o CLA ter se mostrado um potente estimulador do sistema imune humoral, não foi eficiente na reversão ou amenização do quadro de depressão instaurado pelo desafio imunológico com LPS.
Abstract In recent years, the number of researchers dedicated to study and reveal gaps that remain unclear with regard to the interaction between nutrition and immunology, increased considerably. One of the major reasons for this demand is the increasing antibiotic growth promoters restriction while the intensification of animal production systems becomes imperative to increase food production in the world. The conjugated linoleic acid (CLA) refers to the positional and geometric linoleic acid (cis-9, cis-12 18:2) isomers with the difference that in the first, the double bonds are separated only by a single bond between two carbons. The isomers that receive most attention are the cis-9, trans-11 and trans-10, cis-12 CLA. Trials have shown that these isomers have nutraceutical activity once they are able to improve the immunological parameters of different animal species in various experimental models. The objective of this trial was to evaluate the effect of CLA on immune response and performance of weanling piglets. For that, it were tested three CLA inclusion levels (0, 1 and 2%) in the presence or absence of LPS immunological challenge. The 1% CLA level caused a greater production of immunoglobulin G by piglets, showing its influence on humoral immune response. However, CLA did not affect neither the performance nor the other tested immune parameters (lymphocyte proliferation, the percentage of CD4+ and CD8+ cells, plasma proteins, red and white blood cells count, respiratory rate and rectal temperature after LPS challenge). LPS caused immune depression in challenged piglets, as evidenced by the worst performance, increased rectal temperature and respiratory rate besides being responsible for changes in serum proteins and red and white blood cells count. Although the CLA has proven to be a powerful humoral immune system stimulator, it was not effective in reversing or softening the depression established by the LPS immunological challenge.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/31313
Arquivos Descrição Formato
000783429.pdf (7.375Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.