Repositório Digital

A- A A+

Variações da espessura da unidade útero placentária (EUUP) e caracteristicas da conformação vulvar em éguas gestantes da raça crioula

.

Variações da espessura da unidade útero placentária (EUUP) e caracteristicas da conformação vulvar em éguas gestantes da raça crioula

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Variações da espessura da unidade útero placentária (EUUP) e caracteristicas da conformação vulvar em éguas gestantes da raça crioula
Outro título Variations in the combined thickness of the uterus and placenta (CTUP) and vulvar conformation characteristics in pregnant Criollo mares
Autor Souza, Andreza Morais de
Orientador Gregory, Ricardo Macedo
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Eqüinos : Raça crioula
Gestacao animal : Eguas
Reproducao animal : Equinos
Útero
[en] Criollo horse
[en] CTUP
[en] Gestation
[en] Placenta
[en] Vulvar conformation
Resumo O objetivo do presente estudo foi determinar variações da Espessura da Unidade Útero Placentária (EUUP) através do exame ultra-sonográfico transretal da placenta e caracterizar a conformação vulvar durante a gestação em éguas da raça Crioula. Foram utilizadas 63 éguas Crioulas sadias prenhes, com idades que variaram de 4 a 22 anos e que nunca foram submetidas à vulvoplastias. As éguas foram examinadas mensalmente a partir do quarto mês de gestação, para avaliação do escore corporal, análise da conformação vulvar e para medida da Espessura da Unidade Útero Placentária (EUUP). A conformação vulvar foi avaliada pela caracterização do comprimento vulvar efetivo e total (CE e CT), ângulo de inclinação (A) da vulva e tônus muscular da região perineal. O produto CE x A nos forneceu o Índice Caslick (IC). A condição corporal média das reprodutoras foi 3,5 (±0,4); o ângulo de inclinação (A) médio foi de 10,4º (±7,4); o comprimento vulvar efetivo (CE) médio foi de 3,8 cm (±0,9) e o comprimento vulvar total (CT) médio foi de 8,2 cm (±1,2); o tônus muscular perineal médio foi de 2,3; o Índice Caslick (IC) médio na população estudada foi de 40,6 (±33,5). A EUUP foi influenciada pela idade gestacional (P<0,01). O valor da EUUP mensurado ao longo da gestação não se diferenciou entre o 4º e o 7º mês de gestação. A partir do 7º mês o valor médio da EUUP cresce significativamente até o 8º mês, mantendo-se estável até o 9º mês para novamente crescer até o final da gestação. Além disso, a EUUP não sofreu interação da idade da égua (P=0,22) e da condição corporal (P=0,45), nem da angulação vulvar (P=0,45), do comprimento efetivo (P=0,98) e do Índice Caslick (P=0,68). Concluímos que a idade gestacional é o único fator que influencia a EUUP e que a mensuração da EUUP não deve ser o único parâmetro para avaliar a insuficiência placentária e o risco de aborto, além de que a conformação vulvar é uma característica racial.
Abstract The aim of this study was to determine variations on the combined thickness of the uterus and placenta (CTUP/EUUP) on transrectal ultrasonographic evaluation and to characterize vulvar conformation during mid and late gestation in Criollo mares. Sixty-three healthy pregnant Criollo mares, between four and 22 years old, without any kind of vulvar/perineal surgery were used on this study. Those mares were routinely examined on monthly basis since 4th month of pregnancy/gestation. Body condition (CC), vulvar conformation and CTUP/EUUP measurements were made. Vulvar conformation was evaluated by its total length and effective length (CT and CE), declination angle (A) and perineal muscle tonus. A Caslick Index (IC) was obtained upon A x CE measurements factor. The mean (±SD) CC was 3.5 (±0.4), the mean (±SD) declination angle of the vulva was 10.4º (±7.4), the mean CE (±SD) was 3.8 cm (±0.9) and the mean CT (±SD) was 8.2 cm (±1.2), the mean perineal muscle tonus was 2.3, the mean IC (±SD) was 40.6 (±33.5). There was influence on CTUP/EUUP by gestational age (P<0.01). The CTUP/EUUP value measured along the gestation hadn’t changed between 4th and 7th months. From the 7th month the mean CTUP grows significantly until the 8th gestation month, being the same till the 9th month when increased again until the foaling. There were no interaction between CTUP/EUUP and mare’s age (P=0.22), neither CC (P=0.45) and CE (P=0.98), nor vulvar angle (P=0.45) and IC (P=0.68). It was concluded that gestational age is the only factor affecting CTUP/EUUP and its evaluation in mares shouldn’t be the only parameter to estimate placental failure and impending abortion. Also, vulvar conformation is a racial characteristic that doesn’t affect CTUP/EUUP.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/31758
Arquivos Descrição Formato
000785185.pdf (960.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.