Repositório Digital

A- A A+

Avaliação química e biológica do extrato hidroetanólico de erva-mate (ilex paraguariensis a. st. hil.)

.

Avaliação química e biológica do extrato hidroetanólico de erva-mate (ilex paraguariensis a. st. hil.)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação química e biológica do extrato hidroetanólico de erva-mate (ilex paraguariensis a. st. hil.)
Autor Barlette, Adriana Gregory
Orientador Gosmann, Grace
Co-orientador Ribeiro, Marcelo Lima
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Assunto Adipogenia
Aquifoliaceae
Atividade antioxidante
Erva-mate
Ilex paraguariensis
Lipólise
[en] Adipogenesis
[en] Antioxidant activity
[en] Ilex paraguariensis
[en] Lipolytic activities
[en] Maté
Resumo Ilex paraguariensis A. St.-Hil., conhecida como erva-mate, é uma árvore nativa da América do Sul onde as folhas e pequenos ramos secos são usados para preparar o chimarrão. Possui uma composição química complexa, da qual pode-se vislumbrar muitas aplicações potenciais, que poderiam vir a ampliar o emprego da erva-mate e, conseqüentemente, do mercado para esta matériaprima. As folhas de I. paraguariensis contem xantinas, flavonóides, derivados do ácido cafeoilquínico e uma quantidade significativa de saponinas triterpenóides (cerca de 10%). Neste estudo foram investigados quimicamente extratos hidroetanólicos de I. paraguariensis, de suas frações, e de algumas substâncias de referência, como também os efeitos desses na atividade antioxidante, no acúmulo de gordura (TG) e na atividade lipolítica em cultura de células 3T3-L1. Neste sentido obtivemos extratos brutos hidroetanólicos de folhas verdes (EBV) e secas (EBS) maceradas, os quais foram fracionados originando 8 frações. Ácido ursólico, ácido clorogênico e rutina foram quantificados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Também foi realizada a determinação de fenóis por catequinas e pela precipitação por proteínas. A fração fenólicos da folha verde apresentou atividade antioxidante superior às substâncias de referência rutina e ácido clorogênico, enquanto que o ácido ascórbico apresentou a melhor atividade. O ensaio com brometo de 3- (4,5-dimetil)difenil tetrazólio (MTT) demonstrou que os extratos e padrões testados entre 50 μg/mL e 1000 μg/mL não foram citotóxicos para as células 3T3-L1. Dentre as frações testadas para a atividade na adipogênese, a fração resíduo aquoso da folha verde (RAV) apresentou maior inibição (24%) no teor de TG na concentração de 100 μg/mL. Dentre as substâncias de referência testadas, os melhores resultados foram obtidos com o ácido caféico nas concentrações de 300 μg/mL e da rutina na concentração de 100 μg/mL. Em relação à ativividade na lipólise, a fração RAV apresentou o melhor resultado nas concentrações de 50 e 75 μg/mL. Entre as substâncias de referência, o ácido gálico apresentou resultado significativo em relação à atividade antilipolítica nas concentrações de 500 e 1000 μg/mL. Para elucidar em qual estágio da adipogênese e da lipólise os extratos, frações e padrões atuam, são necessários a investigação da avaliação da ação desses extratos e frações através de análise de expressão de genes ligados a adipogênese e a atividade lipolítica.
Abstract Ilex paraguariensis A. St.-Hil., known as maté, is a native tree from South América which leaves and twigs are used to prepare the traditional beverage “chimarrão”. It has a complex chemical composition that might have many potential applications in order to increase the use of maté and then, in consequence, increase the market demand of this raw material. Leaves from I. paraguariensis have xanthines, flavonoids, cafeoylquinic acid derivatives and triterpenoid saponins (ca. 10%). Herein, it was investigated, both chemically and biologically, the hydroethanolic extracts of leaves from I. paraguariensis, its fractions, and some reference substances, as the antioxidant activity, the adipogenesis (TG) and lipolytic activities in 3T3-L1 cell culture. So, it was prepared hydroethanolic extracts of fresh (EBV) and dried leaves (EBS) by maceration, which submitted to further fractionation furnished 8 fractions. Ursolic acid, chlorogenic acid and rutin were determined in these samples by liquid chromatography (HPLC) Also, phenolic constituents were determined using catequines and protein precipitation methods. The phenolic fraction from fresh leaves presented better antioxidant activity than the tested reference substances (rutin and chlorogenic acid), while ascorbic acid presented the best activity. The MTT assay showed that the tested extracts and fractions among 50 μg/mL and 1000 μg/mL did not present citotoxicity to 3T3-L1 cells. Among the tested fractions to adipogenesis, the aqueous residue fraction from fresh leaves (RAV) presented best inibition (24%) of TG at 100 μg/mL. Among tested reference substances, cafeic acid at 300 μg/mL, and rutin at 100 μg/mL presented the best results. In relation to the lipolytic activity, the RAV fraction presented best results at 50 e 75 μg/mL and, among the tested reference substances, galic acid presented best results at 500 e 1000 μg/mL. In order to understand the mechanim of action of these fractions and reference substances at the adipogenesis and lipolysis further studies will be performed specially those about the influence on the gene expression.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/31784
Arquivos Descrição Formato
000785085.pdf (420.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.