Repositório Digital

A- A A+

Comparação dos níveis de sedação graduados pela Escala Comfort-B e pelo Índice Biespectral de crianças em ventilação mecânica na UTI pediátrica

.

Comparação dos níveis de sedação graduados pela Escala Comfort-B e pelo Índice Biespectral de crianças em ventilação mecânica na UTI pediátrica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação dos níveis de sedação graduados pela Escala Comfort-B e pelo Índice Biespectral de crianças em ventilação mecânica na UTI pediátrica
Autor Silva, Claudia da Costa
Orientador Carvalho, Paulo Roberto Antonacci
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.
Assunto Cuidados intensivos
Pediatria
Sedação consciente
Unidades de terapia intensiva
[en] Bispectral index
[en] Comfort scale
[en] Intensive care
[en] Pediatrics
[en] Sedation
Resumo Introdução: O uso de terapia sedativa e analgésica, freqüente em UTIs, torna imprescindível constantes re-avaliações do nível de sedação dos pacientes. Vários instrumentos para medir sedação têm sido utilizados, de escalas clínicas à monitorização do nível de consciência. Objetivo: Comparar escores de sedação resultantes da escala COMFORT-B, aplicada por avaliadores independentes, com o Índice Biespectral (BIS), em crianças internadas na UTI pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, submetidas à ventilação mecânica e ao uso de medicação sedativa. Pacientes e métodos: Foram avaliadas crianças de 1 mês até 16 anos de idade, divididas em 2 grupos (com e sem dano neurológico), submetidas à ventilação mecânica e uso de sedativos. Foram monitorizadas e classificadas pelo BIS e pela escala Comfort-B, no mesmo momento, tendo-se obtido o registro de seus comportamentos em filmagem digital. Posteriormente, o filme foi utilizado para a classificação da sedação dos pacientes por outros 3 observadores, de modo independente. Foram comparados os resultados dos observadores e testada a concordância entre eles (métodos de Bland-Altman e Kappa), como também testada a correlação dos dados obtidos pela monitorização e pela escala (teste de Correlação de Pearson). A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da instituição e não houve conflito de interesses envolvido na pesquisa. Resultados: Foram realizadas 70 observações em 19 pacientes, sendo 11 sem e 8 com dano neurológico. Na classificação pela escala houve uma concordância alta entre os avaliadores (mínimo de 94,3% e máximo 97,1%), com valores de Kappa entre 0,542 e 0,683 e p<0,001. Houve uma associação positiva regular entre BIS e Comfort-B, estatisticamente significativa, tanto no grupo com dano neurológico (r = 0,720 a 0,914 e p<0,001) como no sem dano neurológico (r = 0,424 a 0,498 e p = 0,002 a 0,011). Conclusão: Em função da alta concordância entre os avaliadores independentes, e da correlação entre a escala Comfort-B e o Índice BIS, forte no grupo com dano neurológico e regular no grupo sem dano neurológico, pode-se concluir que a escala Comfort-B é reprodutível e útil na classificação do nível de sedação de crianças em VM.
Abstract Introduction: The use of sedative and analgesic therapy, which is frequent at ICUs, makes indispensable the constant re-evaluations of the patients’ level of sedation. Several instruments to measure sedation have been used, from clinical scales to monitoring of the level of consciousness. Objective: To compare sedation scores resulting from the COMFORT-B scale, applied by independent judges, to the Bispectral Index (BIS) in children staying at the pediatric ICU at Hospital de Clinicas de Porto Alegre, who were subjected to mechanical ventilation and use of sedative medication. Patients and methods: One-month to 16-year-old children, divided into two groups (with and without neurological injury), who were subjected to mechanical ventilation and use of sedatives, were assessed. They were monitored and ranked by both BIS and Comfort-B scale, at the same moment, and their behaviors were digitally recorded. Later, the film was used by other three independent observers to rank the patients’ sedation. The results obtained by these judges were compared, and the accordance among them was tested (Bland-Altman and Kappa tests). The correlation of data obtained through both monitoring and application of the scale was also tested (Pearson correlation test). The research was approved by the Ethics and Research Committee of the institution, and there were no conflicts involved in the investigation. Results: Seventy observations were performed in 19 patients (eight of them presenting with neurological injury). The scale ranking showed high agreement level among judges (minimum of 94.3 percent and maximum of 97.1 percent), with Kappa values between 0.542 and 0.683, and p<0.001. There was a positive, regular, statistically significant association between BIS and Comfort-B, both in the group with neurological damage (r = 0.720 to 0.914 and p<0.001) and in the group without neurological damage (r = 0.424 to 0.498 and p = 0.002 a 0.011). Conclusion: The agreement level between the independent judges was high, and the correlation between the Comfort-B scale and BIS was strong in the group with neurological injury and regular in the group without neurological injury. Hence, it is possible to conclude that Comfort-B scale is reproducible and useful in ranking the level of sedation in children undergoing mechanical ventilation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/31871
Arquivos Descrição Formato
000785335.pdf (1.442Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.