Repositório Digital

A- A A+

Da Liebe à Minne : entre Alcibíades e Da Vinci, Sidonie

.

Da Liebe à Minne : entre Alcibíades e Da Vinci, Sidonie

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Da Liebe à Minne : entre Alcibíades e Da Vinci, Sidonie
Autor Moura, Alexandre Rambo de
Orientador D'Agord, Marta Regina de Leao
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Amor
Psicanálise
Sublimação
[en] Courtly love
[en] Psychoanalysis
[en] Sidonie
[en] Sublimation
[en] Topology
Resumo A questão que move este trabalho concerne à relação do sujeito com o amor: por que, para alguns, de forma recorrente, ou para todos, em determinado(s) momento(s), amar não implica demandar amor, demandar a presença do outro, construir e suportar um enlace junto ao objeto de amor, mas parece, justamente, ao contrário, evitar que esse laço se estabeleça? O que está em jogo nesse amor que se sustenta mediante a segurança de um impedimento, de uma distância que prive (e preserve), ao menos em parte, o sujeito, do contato com seu amado. Que elementos sustentam e requerem que o sujeito se coloque a amar, necessariamente, de fora do laço? Aqui não estamos diante da lógica do rodeio como forma de se aproximar e chegar ao amado: nossa interrogação recai sobre o rodeio como fim em si mesmo. A questão desta pesquisa partiu inicialmente da biografia “Desejos Secretos, a história de Sidonie C., a paciente homossexual de Freud”, mas ganhou desdobramento ao dialogar com produções artísticas no campo da poesia, com o arranjo colocado em cena pelo amor cortês e pelo movimento “As Preciosas”. A partir disso, orientados pelo referencial da psicanálise de Jacques Lacan, resgatamos as noções referentes ao amor, à transferência e ao amor cortês. Na seqüência do trabalho, tratamos de dois efeitos relativos ao limite do que pode o sujeito suportar em seu enlace ao Outro: a angústia e a passagem ao ato. Ao fim, passando pelo desejo do Outro, chegamos aos avatares da demanda e da sublimação, indicando aí distinções a partir das figuras topológicas do grafo do desejo, do oito interior e do toro. Nesse percurso, colocamos a psicanálise a trabalhar, com o objetivo de elaborar o paradoxo levantado.
Abstract The question that drives this essay concerns the relationship of the subject with love: why, for some, on a regular basis, or for everyone, at a particular time(s), love means neither to require love, nor to require the other's presence, nor to build and support a bond with the object of love, but it seems precisely the opposite, to keep that bond from happening? What is at stake in this love that is established by the security of a constraint, by a distance that deprives (and preserves), at least in parts, the subject from contacting his beloved one? Which elements that sustain and claim that the subject puts himself to love, necessarily, out of the bond? Here we are not facing the logic of the deviousness as a way to get closer and get to the beloved one: our question lays down on the deviousness as an end in itself. The question of this research first came from the biography "Desejos Secretos, a história de Sidonie C., a paciente homossexual de Freud”, but it unfolded from the dialogue with artistic productions in the field of poetry, with the arrangement brought to light by the Courtly Love and The Precious movement. Having these fields taken into consideration and, guided by the reference of the psychoanalysis of Jacques Lacan, we recover the notions relating to love, to the transfer and to the Courtly Love. Going further with the work, we deal with two effects of the boundary of what the subject can stand on his bond to the Other: the anguish and the passing to act. In the end, going through the desire of the Other, we came to the avatars of demand and sublimation, indicating then distinctions to the topological figures from the graph of desire, the eight inside and the torus. Along the way, we put psychoanalysis to work, with the goal of developing the paradox raised.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/32011
Arquivos Descrição Formato
000786193.pdf (2.368Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.