Repositório Digital

A- A A+

Efeitos do treinamento de força máxima na eficiência e mecânica da corrida humana

.

Efeitos do treinamento de força máxima na eficiência e mecânica da corrida humana

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos do treinamento de força máxima na eficiência e mecânica da corrida humana
Autor Storniolo Júnior, Jorge Luiz Lopes
Orientador Peyré-Tartaruga, Leonardo Alexandre
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Corrida
Treinamento de força
[en] Mechanical efficiency
[en] Mechanical power
[en] Metabolic power
[en] Running
Resumo A eficiência mecânica da corrida humana (Eff) é definida pela fração entre potência mecânica (Wmec) pela potência metabólica dispendida (Wmet). Há um consenso entre os pesquisadores que o treinamento de força máxima é capaz de influenciar em uma maior economia de corrida (ECO) e, consequentemente, em uma menor Wmet. Porém, poucos estudos têm focado o comportamento correspondente às variáveis biomecânicas da corrida diante desse tipo de treinamento, e o que isto influenciaria no comportamento da Eff. Assim, o objetivo do presente estudo foi analisar os efeitos de um treinamento de força máxima na biomecânica e energética da corrida. Doze jovens destreinados em força foram divididos em um grupo experimental (E), que participou de um protocolo de treinamento de força máxima durante 8 semanas, e um grupo controle (C) que não realizou nenhum tipo de treinamento físico regular. Uma esteira rolante, sistema de cinemetria 2D e analisador de gases foram utilizados para mensuração das variáveis cinemáticas e metabólicas, servindo como base para análise da Eff. Após o período de treinamento nenhum dos parâmetros biomecânicos da corrida obteve diferença significativa entre os grupos (p > 0,05). Contudo, a ECO e Wmet foram maiores no grupo E (p < 0,05), do que o grupo C após o treinamento. A Eff também não apresentou diferença significativa (p > 0,05) entre os grupos. Portanto, apesar da melhora nos aspectos metabólicos da corrida após o treinamento de força máxima, a Eff, em conjunto com as variáveis biomecânicas, não sofreu influência das adaptações decorrentes do treinamento.
Abstract The mechanical efficiency of the human running (Eff) is defined as the ratio between mechanical power (Wmec) by the metabolic power expended (Wmet). There is a consensus among researchers that the maximum strength training can influence in a greater running economy (ECO) and, consequently, to a lesser Wmet. However, few studies have focused on the behavior of variables corresponding to the biomechanics of running on this type of training, and that this would influence the behavior of the Eff. The objective of this study was to analyze the effects of strength training in biomechanics and maximum energy of the running. Twelve young untrained in strength were divided into an experimental group (E) who participated in a strength training protocol for 8 weeks maximum, and a control group (C) who did not perform any type of regular physical training. A treadmill, kinemetry 2D system and gas analyzer were used for the measurement of kinematic variables and metabolic disorders, serving as a basis for analysis of Eff. After the training period none of the biomechanical parameters of the running got significant difference between groups (p > 0,05). However, the ECO and Wmet were higher in group E (p < 0,05) than group C after training. The Eff also got no significant difference (p> 0.05) between groups. Therefore, despite the improvement in metabolic aspects of the running after the maximum strength training, the Eff, in conjunction with the biomechanical variables, was not affected due to training adaptations.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/32287
Arquivos Descrição Formato
000785226.pdf (920.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.