Repositório Digital

A- A A+

Efeitos do treinamento de pré-temporada sobre a potência anaeróbica em jovens jogadores de futebol

.

Efeitos do treinamento de pré-temporada sobre a potência anaeróbica em jovens jogadores de futebol

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos do treinamento de pré-temporada sobre a potência anaeróbica em jovens jogadores de futebol
Autor Pereira, Rafael Nascimento
Orientador Cardoso, Marcelo Francisco da Silva
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Futebol : Treinamento desportivo
Resumo O objetivo geral para o presente estudo verificar os efeitos do treinamento físicotécnico de pré-temporada na potência anaeróbia em jovens da categoria infantil (Sub-15). E como objetivos específicos: descrever e comparar o perfil dos atletas (sub-15) estratificados por posição em relação à potência anaeróbia lática e alática; descrever e analisar o efeito da maturação biológica na potência anaeróbia lática e alática dos jovens atletas da categoria sub- 15. Na metodologia do estudo, A amostra foi constituída por trinta e seis atletas da categoria sub-15 de um clube competitivo da cidade de Porto Alegre, na faixa etária compreendida de 14 a 15 anos completa. Quanto aos instrumentos adotados: para avaliar a potência anaeróbia lática será utilizamos o teste de campo de Running-based Anaerobic Sprint Test (RAST). Para análise da potência anaeróbia alática foi realizado o teste de saltos verticais utilizando o tapete de contato. Para tal, foram selecionados três tipos diferentes de saltos. O Squat jump (SJ), salto contramovimento (CMJ), e o Salto livre (SL). Como indicador do estágio de maturação sexual, utilizamos a proposta por Tanner (1962), determinada pela auto-avaliação do estágio de desenvolvimento da pilosidade pubiana e genitália. Em relação à periodização os atletas foram submetidos a um período de treinamento (conhecido como pré-temporada) com 2 meses de duração. As informações sobre o conteúdo do treinamento foram fornecidas pela comissão técnica.Tratamento dos dados: na apresentação do perfil da amostra recorremos à estatística descritiva apresentando os valores de média, desvios padrão. Para verificar os efeitos do treinamento físico-técnico de pré-temporada na potência anaeróbia dos jovens atletas adotamos o teste T Student para amostras pareadas. Na comparação da potência anaeróbia (lática e alática) por posição e por estágios de maturação sexual, empregamos o teste estatístico da ANOVA do tipo One-Way, e para as comparações múltiplas o teste (Post- Hoc) de Scheffé.O software utilizado será o SPSS V.18. O alfa adotado será de 0,05. Os resultados para o teste de potência anaeróbia alática, para os saltos SJ e CMJ indicam que não houve alterações significativas no período pré e pós-treinamento. Já o Salto livre mostrou um aumento significativo (p=0,014) no pós-período de treinamento, quando comparado ao período pré-treinamento. O Teste de R.A.S.T. demonstrou que houve alterações estatisticamente significativas na massa corporal (M. C.), na potencia mínima relativa e no índice de fadiga entre pré e pós-teste. Os atletas quando comparados por posição desempenhada no jogo, não apresentaram diferenças estatisticamente significativas em ambos os teste. A potência mínima relativa no período pré-treinamento foi estatisticamente significativamente maior no grupo do estágio de maturação sexual (TANNER, 1962) 4, quando comparado ao grupo que se encontrava no estágio 3.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/32305
Arquivos Descrição Formato
000786545.pdf (628.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.