Repositório Digital

A- A A+

Influência da aboragem cirúrgica (laparotomia versus vedeolaparoscopia na gestação : estudo experimental em coelhas

.

Influência da aboragem cirúrgica (laparotomia versus vedeolaparoscopia na gestação : estudo experimental em coelhas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência da aboragem cirúrgica (laparotomia versus vedeolaparoscopia na gestação : estudo experimental em coelhas
Autor Rosa Junior, Arlindo
Orientador Trindade, Manoel Roberto Maciel
Data 2002
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina : Cirurgia.
Assunto Cirurgia
Coelhos
Gravidez
Laparotomia
Modelos animais
Videolaparoscopia
Resumo Objetivo: Estudar a influência de duas abordagens cirúrgicas na evolução da gestação de coelhas prenhes. Delineamento: Estudo experimental e controlado. Método: Sessenta coelhas brancas, da raça Nova Zelândia (Oryctolagus cuniculus), prenhes, foram divididas em três grupos de estudo: controle (n=20), laparotomia (n=20) e videolaparoscopia (n=20). Os três grupos, após anestesia intravenosa e intubação orotraqueal, foram submetidos a duas diferentes abordagens cirúrgicas (laparotomia exploradora e videolaparoscopia diagnóstica) e acompanhados até o momento do parto. Foram feitas observações referentes à duração da gestação, da mortalidade fetal e do peso dos láparos vivos. Foram coletadas amostras de sangue arterial, no período pré e pós-operatório, para análise gasométrica e medidas do hematócrito e da hemoglobina das coelhas. Resultados: A duração da gestação (31,6 ± 0,99 vs. 31,8 ± 1,8 vs. 31,3 ± 2,24 dias), a taxa de mortalidade fetal (1,0 ± 2,5 vs. 1,9 ± 2,7 vs. 1,4 ± 2,0) e o peso dos láparos vivos no primeiro dia de vida (48,7 ± 11,3 vs. 51,5 ± 11,9 vs. 48,3 ± 8,2 g) nos grupos C, L e V, respectivamente, não apresentaram diferenças estatísticas significativas entre os grupos de estudo (p>0,05). Nas análises das amostras sangüíneas, quando comparado as diferenças entre o pré e o pós-operatório entre os grupos L e V, respectivamente, foram encontradas diferenças com relevância estatística (p>0,05) em relação às medidas do hematócrito (34,4 ± 3,1 e 33,1 ± 2,8 vs. 34,2 ± 3,2 e 30,3 ± 3,7), do pH (7,4 ± 0,1 e 7,4 ± 0,1 vs. 7,5 ± 0 e 7,3 ± 0,1), do paCO2 ( 30,8 ± 5,1 e 40,7 ± 8,2 vs. 32 ± 3,7 e 53,5 ± 18,4), mas sem relevância clínica. Conclusão: A evolução da gestação das coelhas prenhes submetidas a abordagens videolaparoscópica e laparotômica não mostrou diferença entre os grupos, estando ambas as técnicas indicadas no período gestacional de coelhas quando se fizer necessário.
Abstract Objective: To study the effect of two surgical approaches in the progression of pregnant rabbits. Design: Experimental and control study Method: Sixty white pregnant rabbits (Orytolagus cuniculus) were divided in 3 groups: control group (C, n=20), laparatomy group (L, n=20) and videolaparoscopy (V, n=20). The three groups were submitted to orotracheal intubation and endovenous anestesia. Then the two groups (L and V) were submitted to exploratory laparotomy and diagnostic videolaparoscopy, respectively and they were followed until delivery. The variables analyzed were pregnancy duration, fetal death and weight of live young rabbits. Venous and arterial blood samples were collected before and after the surgical procedures for blood gases, hematocrit and hemoglobin measurements. Results: The pregnancy duration (31.6 ± 0.99 vs. 31.8 ± 1.8 vs. 31.2 ± 2.24 days), the fetal death (1,0 ± 2.5 vs. 1.9 ± 2.7 vs. 1.4 ± 2.0) and the young rabbits´s weight at the first day of life (48.7 ± 11.3 vs. 51.5 ± 11.9 vs. 48.3 ± 8.2 g) did not differ in the groups C, L e V, respectively (p>0.05). In the analises of blood samples, when we compare the difference before and after the procedure between the groups L and V, respectively, were found statistic difference (p<0.05) in measure of hematocrit 34,4 ± 3,1 and 33,1 ± 2,8 vs. 34,2 ± 3,2 and 30,3 ± 3,7), pH (7,4 ± 0,1 and 7,4 ± 0,1 vs. 7,5 and 7,3 ± 0,1), paCO2 ( 30,8 ± 5,1 and 40,7 ± 8,2 vs. 32 ± 3,7 and 53,5 ± 18,4. Conclusion: The surgical approach, laparatomy or videolaparoscopy, had similar outcomes during pregnancy in rabbits. In these animals, both techniques can be safely used during pregnancy.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/3233
Arquivos Descrição Formato
000334569.pdf (601.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.