Repositório Digital

A- A A+

Voláteis liberados por Oryza sativa L. e suas implicações no comportamento quimiotáxico de Tibraca limbativentris Stal. (Hem., Pentatomidae) e parasitóides de ovos

.

Voláteis liberados por Oryza sativa L. e suas implicações no comportamento quimiotáxico de Tibraca limbativentris Stal. (Hem., Pentatomidae) e parasitóides de ovos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Voláteis liberados por Oryza sativa L. e suas implicações no comportamento quimiotáxico de Tibraca limbativentris Stal. (Hem., Pentatomidae) e parasitóides de ovos
Outro título Volatiles released by Oryza sativa L. and its implications for the chemotaxic behavior of Tibraca limbativentris STAL. (Hem., Pentatomidae) and egg parasitoids
Autor Machado, Rita de Cássia de Melo
Orientador Sant'Ana, Josue
Co-orientador Moraes, Maria Carolina Blassioli
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Arroz
Entomologia agricola
Percevejo
Praga de planta
Resumo O percevejo-do-colmo (Tibraca limbativentris Stal) é um dos insetos mais prejudiciais à cultura do arroz no Brasil, principalmente em cultivos irrigados. A estratégia de defesa da planta contra estes percevejos pode estar relacionada à emissão de compostos químicos, liberados após o ataque, prejudicando direta ou indiretamente o desempenho da praga. Desta forma, o trabalho objetivou identificar substâncias presentes nos extratos de plantas de arroz que sofreram ou não ataque do percevejo-do-colmo, bem como, as respostas comportamentais de adultos de T. limbativentris e dos parasitóides de ovos Telenomus podisi (Ashmead) e Trissolcus basalis (Wollaston) (Hymenoptera, Platygastridae) a estes odores. Foram coletados voláteis de plantas da cultivar IRGA 417 sem dano e com dano de cinco adultos, machos e fêmeas do percevejo, por até 120 h. Os extratos foram analisados em cromatografia gasosa acoplada a detector de ionização de chamas (CG-DIC) e cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas (CG-EM). As respostas de machos e fêmeas de Ti. limbativentris e fêmeas dos parasitóides, foram avaliadas em olfatômetro “Y”. Houve indução na liberação de compostos secundários, tais como alcoóis, aldeídos e terpenóides, após a herbivoria. Fêmeas de Ti. limbativentris foram significativamente atraídas por voláteis das plantas sem dano. Não houve diferença significativa entre os tratamentos em relação à preferência de machos aos odores. Quanto aos parasitoides, fêmeas de Te. podisi foram significativamente atraídas aos extratos de plantas danificadas por fêmeas do percevejo, enquanto que as de Tr. basalis responderam de forma indiferenciada aos voláteis de plantas danificadas por ambos os sexos. Supõe-se, desta forma, que as plantas de arroz liberam compostos de defesa, os quais induziram a antixenose em fêmeas de Ti. limbativentris atuando também na defesa indireta atraindo inimigos naturais.
Abstract The rice stem bug (Tibraca limbativentris Stal) is one of the most important pests of rice plantations in Brazil, especially in irrigated fields. The plant‟s defensive strategy against these bugs may involve the emission of chemical compounds following herbivore attacks which directly or indirectly harm the pest‟s performance. The objective of this study was to identify the substances present in extracts of rice plants that had suffered herbivory by rice stem bugs and in unattacked plants, as well as the behavioral responses of Ti. limbativentris adults and the egg parasitoids Trissolcus basalis and Telenomus podisi towards these odors. Plant volatiles were collected from the undamaged rice cultivar IRGA 417 and from the same cultivar exposed to five males and five females of Ti. limbativentris for up to 120 hours. The extracts were analyzed by GC-FID and GC-MS. The responses of male and female Ti. limbativentris and female egg parasitoids were evaluated in a "Y" olfactometer. Herbivory on rice plants by both sexes of Ti. limbativentris induced the release of secondary compounds such as alcohols, aldehydes and terpenoids. Female Ti. limbativentris were significantly more attracted to volatiles from undamaged plants, but males showed no preference. Female Te. podisi were significantly more attracted to the extracts of plants damaged by female rice stem bugs, while female Tr. basalis responded indistinguishably to the volatiles from plants damaged by both sexes. It is hypothesized, therefore, that rice plants may be emitting defensive compounds, which induce the antixenosis in Ti. limbativentris females and may also provide indirect defense by attracting natural enemies.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/32383
Arquivos Descrição Formato
000786813.pdf (2.057Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.