Repositório Digital

A- A A+

Proposta de uma estrutura analítica para a identificação do perfil de sustentabilidade de cadeias de suprimentos

.

Proposta de uma estrutura analítica para a identificação do perfil de sustentabilidade de cadeias de suprimentos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Proposta de uma estrutura analítica para a identificação do perfil de sustentabilidade de cadeias de suprimentos
Autor Acosta Andino, Byron Fabrício
Orientador Padula, Antonio Domingos
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Cadeia de suprimentos
Perfil de sustentabilidade
Sustentabilidade
[en] Analytical framework
[en] Supply chain
[en] Sustainability
[en] Sustainability profile
Resumo A produção de um bem é responsabilidade de todas as empresas que integram a cadeia de suprimentos, por conseguinte, as implicações socioambientais que esses produtos geram são também de responsabilidade de cada uma das empresas que integram essa cadeia. Assim, o comportamento socioambiental nas empresas precisa ser considerado ao longo da cadeia de suprimentos. Embora existam estudos relacionando sustentabilidade e cadeia de suprimentos, as pesquisas têm-se focado principalmente na dimensão ambiental e econômica. Os aspectos relacionados com as três dimensões da sustentabilidade de forma conjunta têm recebido pouca atenção na pesquisa. Além disso, os estudos têm considerado somente a empresa focal como unidade de análise e, raramente, essas pesquisas abrangem todos os membros que compõem a cadeia. Nesse contexto, a presente tese propõe desenvolver uma estrutura analítica para identificar o perfil de sustentabilidade de cadeias de suprimentos. No referencial teórico discute-se a dinâmica da sustentabilidade sob a visão das dimensões econômica, social e ambiental. Em seguida, apresentam-se os fundamentos da gestão da cadeia de suprimentos, identificando seus elementos-chave (estrutura, processos, e componentes). Posteriormente, relaciona-se a sustentabilidade com os elementos-chave de gestão por meio da cadeia de suprimentos sustentável. Por fim, o referencial teórico propõe a estrutura analítica de pesquisa, integrando parâmetros sustentáveis em cada elemento-chave da gestão da cadeia de suprimentos, objetivando a construção do perfil de sustentabilidade. Referente aos procedimentos metodológicos, a estrutura analítica foi testada em quatorze cadeias de suprimentos de rosas do Equador. Nesse tipo de cadeia, o produtor de rosas é considerado a empresa focal. As cadeias de suprimentos estão compostas por oito membros: a empresa focal e os sete fornecedores de primeiro nível. Os dados foram coletados com o uso de um questionário estruturado. Para estruturação das cadeias foi utilizada uma amostra de 312 empresas. Dessas, 42 responderam o questionário, ou seja, 13% do total. Foram usadas para a configuração das cadeias apenas 26 empresas. Com os dados obtidos foram construídos quatorze perfis, os quais descrevem a posição de sustentabilidade da cada empresa e da cadeia como se fosse uma única empresa. Adicionalmente, a forma em que o perfil é apresentado permite desdobrar as posições obtidas de cada empresa nas dimensões social, ambiental e econômica. Esse desdobramento possibilita identificar qual empresa obteve a maior ou a menor posição de forma global e por dimensão. A partir desses perfis, apresentam-se três tipos de análise: entre cadeias, entre os membros da cadeia, e entre as empresas que ocupam a mesma posição nas cadeias. Os resultados que a estrutura analítica gerou possibilitaram traçar perfis de sustentabilidade em cadeias de suprimentos de acordo com o objetivo proposto. O perfil caracteriza de forma simples a posição de sustentabilidade de uma cadeia, usando os mesmos parâmetros de mensuração em todos seus membros. Além disso, a forma como o perfil foi construído permite analisar a cadeia e seus membros nas dimensões social, ambiental e econômica, separadamente. Esse desdobramento facilita a identificação de brechas entre as dimensões e entre as empresas.
Abstract Manufacturing a good is a responsibility shared by all the enterprises integrating the supply chain; therefore, each enterprise of the chain should be held responsible for the socioenvironmental implications generated by these products. That being said, enterprises’ socioenvironmental behavior is an aspect to be taken into consideration along all the supply chain. Although there are studies relating sustainability and supply chain, researches have focused mainly on the environmental and economic dimensions. The aspects related to the three sustainability dimensions combined have received little research attention. Furthermore, studies have considered only the focal enterprise as an analysis unit, and these studies hardly ever encompass all the members composing the chain. In this context, this study attempts to develop an analytical structure in order to identify the sustainability profile of supply chains. In the theoretical background it is discussed the sustainability dynamics under the light of the economic, social and environmental dimensions. Afterwards, supply chain management basis are presented, identifying their key elements (structure, processes and components). Subsequently, sustainability is related to management key elements through a sustainable supply chain. The theoretical background proposes the research analytical structure, integrating sustainable parameters into each key element of the supply chain management, so as to build a sustainability profile. Regarding the methodological procedures, the analytical structure has been tested in fourteen rose supply chains in Ecuador. In this kind of chain, the rose grower is considered as the focal enterprise. The supply chains are composed of eight elements: the focal enterprise and seven first level suppliers. Data has been collected through a structured questionnaire. For the chain structuring a sample of 312 enterprises has been used. Out of these, 42 answered the questionnaire, that is, 13% of the total. Only 26 enterprises have been used to outline the chains. Fourteen profiles have been made with the data collected, describing the sustainability position of each enterprise and that of the chain, as if they were unique enterprises. Moreover, the way the profile is presented allows for the unfolding of the positions obtained by each enterprise in the social, environmental and economic dimensions. Such unfolding enables us to identify which enterprise has had the highest or lowest position globally or per dimension. Based on these profiles, three kinds of analysis have been presented: among chains, among chain members, and among enterprises occupying the same position in the chains. The outcomes from this analytical structure have enabled us to outline the sustainability profiles in supply chains according to the proposed aim. This profile characterizes in a simple way the sustainability position of a chain, applying the same measurement parameters to all its members. Furthermore, the way this profile has been built enables us to analyze the chain and its members in the social, environmental and economic dimensions separately. This unfolding makes it easier to identify gaps among the dimensions and the enterprises.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/32474
Arquivos Descrição Formato
000787186.pdf (4.858Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.