Repositório Digital

A- A A+

Papel do preceptor na residência multiprofissional : experiência do Serviço Social

.

Papel do preceptor na residência multiprofissional : experiência do Serviço Social

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Papel do preceptor na residência multiprofissional : experiência do Serviço Social
Autor Barros, Maria Cristina Nunes de
Orientador Silva, Edenilson Bomfim da
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Práticas Pedagógicas para a Educação em Serviços de Saúde.
Assunto Residência integrada
Saúde
Serviço social
Resumo Este trabalho analisa as experiências de profissionais envolvidos com as tarefas de preceptoria da Residência Multiprofissional em Saúde. Através da pesquisa realizada, buscou-se teorizar a prática, através de um processo reflexivo. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa exploratória. Esta pesquisa foi realizada no programa de Residência Integrada em Saúde do Grupo Hospitalar Conceição, no município de Porto Alegre, na área de Serviço Social. Foram entrevistados três preceptores e orientadores. As análises das entrevistas permitiram o estabelecimento de categorias temáticas centrais ou principais: residência, formação profissional, preceptor, experiência, currículo. O objetivo principal é estudar as experiências de profissionais envolvidos com as tarefas de preceptoria da Residência Multiprofissional em Saúde, enquanto ação educativa na área da saúde. Apresentamos um breve relato histórico das residências multiprofissionais em saúde no Brasil, a partir dos anos 70, até a criação da Residência Integrada em Saúde no Grupo Hospitalar Conceição, enfocando alguns aspectos da RIS, considerando o seu Projeto Político Pedagógico. Contextualizamos a inserção do Serviço Social nas residências multiprofissionais e analisamos questões relativas à residência, formação profissional, preceptoria, experiência e currículo, e fizemos, ainda, uma comparação de nossas entrevistas com as das colegas fisioterapeuta e nutricionista. O assistente social, ao assumir o papel de preceptor, precisa estar de acordo com o projeto ético-político da profissão e com os princípios do SUS, compreender os determinantes sociais do processo saúde/doença, conhecer as exigências e competências necessárias para a formação do assistente social na saúde e conhecer os cenários de prática.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/32950
Arquivos Descrição Formato
000760061.pdf (251.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.